Café com Chai

Observações de uma brasileira sobre a cultura indiana.

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Coisas que Ninguém diz - Parte 1

Faz tempo que não escrevo sobre relacionamento de brasileiras com indianos. Sempre gostei de mostrar o lado bom e difícil e morar com um marido estrangeiro no Brasil, mas quero dar ênfase sobre o relacionamento intercultural em si.
A SAGA DO INDIANO MODERNO:
Se você tem um doce de marido ou namorado SUPER MODERNO, qua AMA o Brasil com todas as forças, que se adaptou super bem, que está SUPER feliz aqui, que tem um MEGA emprego e não joga na sua cara que você é ESTRANGEIRA, é EXTREMAMENTE calmo ou quando foi para a ÍNDIA ele mostrou um lado mais doce ainda, esse texto NÃO é para você.
Mas se você está insegura ou pensa que seu amor é um príncipe, acha que ele é moderno, não sabe nada de homem indiano ou já vem tendo sinais de que você não vai aguentar viver controlada acho que vale a pena ler e abrir a mente. 

Vejo que algumas mulheres enxergam a minha história como exemplo. Eu escrevo coisas bonitas da cultura mas sempre deixei claro que casamento entre diferentes culturas não é fácil e mesmo quem pretende viver no Brasil poderá encontrar dificuldades na adaptação agravada pela falta de emprego.
Se eu recomendo? Não. Não recomendo casamento entre diferentes culturas. Amor é uma coisa, cultura é outra.

Eu já vi indiano chegar no Brasil e voltar para a Índia porque não conseguiu trabalho aqui, já vi casamento cancelado, já vi sonhos desmoronados.
Já vi indiano surtar porque a nossa cultura é totalmente diferente. Meu marido surtou também quando chegou. Ele surtou com shortinho, decotes, piercings, tatoos, cabelos coloridos, alto índice de divórcios, alto índice de famílias construídas fora do casamento, drogas e bebidas no meio da rua, . Não quero dizer que nada disso não acontece no país dele, mas lá as coisas acontecem escondidas, entende. O povo tem medo da repreensão da polícia, dos vizinhos, da família, da sociedade em geral.

Quando o homem vem para trabalhar ou estudar, é uma coisa, tudo é legal, experiência, novidade. Mas ele sabe que vai embora então não vê nada de mal. Mas quando o homem vem para casar e morar aqui é outra coisa, totalmente diferente. Ele literalmente vai ter que engolir e aprender a conviver com o nosso jeito de ser e no início é bem chocante.

Conheço uma moça que estava para se casar com um indiano. Ele tirou visto para o Brasil e antes que ele chegasse eu conversei muito com ela e expliquei muito esse choque cultural. Meu marido, por exemplo, é um Punjab sikh de uma região conservadora. Os punjabis são conservadores  e normalmente não gostam de misturar cultura e casta (por isso quando colocam turbante são todos parecidos kkk). Eles se mostram modernos mas de modernos não tem nada. É só na forma de se vestir porque eles seguem os costumes à risca, uma mistura de islamismo com hinduísmo. Gente, imagine islamismo e hinduismo juntos!
 Um sikh nunca vai admitir isso por questões políticas mas é só ler a história do sikhismo que você vai entender.

Pois bem, quando alertei essa pessoa sobre o conservadorismo do homem indiano, ainda mais o dela que era muçulmano, ela disse "Ahhh mas o meu indiano não é assim não!!! Ele é mais moderno!!! Ele tem a cabeça mais aberta para essas coisas, ele só ficou incomodado com as minhas roupas quando apareci na webcam, mas eu sei que ele não vai ter problemas quando chegar aqui, aliás, eu já avisei que o Brasil é bem diferente então ele já está preparado!!!"


Ahhh amigos, nem preciso dizer que se eu achava meu marido fosse General, o "indiano ultra moderno" dessa garota era um Marechal. No início eram só elogios sobre ele, ele era um amor.
 Mas o indiano ficou horrorizado com tudo que viu e não queria que ela usasse nem calças (ela teria que usar roupa indiana, véu e saia mesmo estando no Brasil). Mesmo assim se casaram, até que um dia que ela levantou a voz para ele em tom de brincadeira e deu um tapinha, ele ficou louco, mudou a cara, ficou roxo, parecia que ficou tomado pelo capeta. Falou na frente de todo mundo para ela nunca mais fazer isso porque jamais uma mulher deve fazer isso para um homem e na cultura dele isso é inadmissível. Ele falou bem alto em inglês apontando o dedo "NUNCA MAIS FAÇA ISSO!!! NUNCA!!!" .
E olha que eu sempre pensei que meu marido fosse super conservador.  Mas vi que existem vários graus de conservadorismo e falta de informação. Fique esperta. Tem mulher que não aguenta tanta pressão pois o marido, a famlília e a sociedade cobram muita coisa dela. A mulher tem seu papel na sociedade, a cuidadora do lar, dos filhos, marido e família dele (ela é tudo, enfermeira, ouvinte, cozinheira, empregada doméstica, mãe, esposa, nora, cunhada que no fim é tudo a mesma coisa).

Mesmo aquelas que trabalham tem uma vida regrada, não são independentes e  não fazem o que querem. Tem mulher que pede permissão para sair, para usar o telefone, para visitar os pais e isso com total aprovação dos anciãos daquela região (em algumas regiões eles mandam mais do que o tribunal e a polícia). Se você perguntar tudo isso para um indiano ele vai negar. E talvez no Brasil não seja diferente. Não pense que ele vai mudar morando aqui. Ele pode tolerar algumas coisas, mas nunca vai mudar e aquilo que ele não consegue de você ele vai cobrar do filhos. Aquilo que você não segue na cultura dele, ele vai impor aos filhos, ele vai se realizar nos filhos.

Quando as pessoas perguntam para o meu marido se na Índia todos celebram o natal ele diz que sim. Aí eu vou lá e falo que não. Ele insiste e diz, claro que comemora o natal!!! Mas só depois que eu fui entender que na cabeça dele só de ver uma árvore montada nos shoppings e alguns enfeites era o bastante para celebrar o natal e na cabeça dele isso é o natal! Mas foi só comigo que ele aprendeu que o natal comemoramos o nascimento de Jesus e a razão da troca de presentes. Ele disse que não sabia que se trocava presentes pois na Índia é só um enfeite porque eles vêem assim nos filmes, mas a maioria (com exceção dos indianos cristãos) não sabe de fato o significado do natal.  
Não acredite quando o homem diz que é moderno e não pense que ele é bem informado. Não pense que o seu namorado de internet é moderno, porque ser moderno na Índia é uma coisa, ser moderno no Brasil é outra. Para um padrão indiano ele pode ser moderno, mas você já pensou se ele é moderno para um padrão brasileiro? Se você não acredita agora, tudo bem. Depois do casamento você vai ver a modernidade dele!!
As mulheres sempre dizem "ele é tão bonzinho!"...mas ninguém pensa como pode ser o surto desse "bonzinho".

Outro dia, li um artigo de um blog que dizia mais ou menos assim: " só o fato de alguns indianos falarem um pouco de inglês, eles já se acham modernos".

Continua...



sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Olá!

Só passei rapidinho...estou recebendo muitas sugestões legais, só estou aguardando uma mesa para meu computador (não consigo usar laptop por muito tempo, ele é pequenininho e não é tão eficaz como o meu computador dinossauro) então assim que ajeitar meu dinossauro eu começarei a postar sobre as sugestões. Enquanto isso estou anotando tudinho e pesquisando.

Eu abri um instagram (Starkaur) . Também vai ter coisas relacionadas ao blog, eu assumo que ainda não sei usar, mas aos poucos vou me familiarizando e atualizando.

Ahh outra coisa, gente o blog tem um Twitter que há um tempo estava inativo mas agora que ganhei meu phone (aleluia!) estou empolgada com essas coisas. Depois que saí do Facebook eu havia perdido o interesse em redes sociais porque eu tinha medo de não saber organizar meu tempo, e confesso que o Face me fez gastar muitoo tempo no computador então fiquei com medo de ficar viciada nessas coisas e fiquei só com o blog. Gente, falando sério, as pessoas não se olham mais nos olhos. Onde vou vejo alguém olhando para baixo no celular e eu falava que nunca ficaria daquele jeito. Pois é..não sou diferente da maioria e estou empolgada com o twitter e instagram!

Beijos gente, depois eu volto para responder os últimos comentários, que aliás já li todos através do e-mail. Agradeço muito!!

Beijos!!

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Vaidade masculina

Umas das coisas que passei a admirar depois que conheci a cultura indiana é a barba dos indianos do norte da Índia.

O homem punjabi é muito vaidoso e a barba combina com o biotipo deles. Eu digo que são os metrossexuais da Índia. Sempre ligados na moda, se preocupam muito com a aparência, amam artigos de luxo, ostentação, marcas internacionais.

Uma das maiores vaidades masculinas do punjabi é a barba. Dá um ar exótico e sedutor.

É lindoo!





















sábado, 15 de fevereiro de 2014

Mulher brasileira é folgada?

 Não sei se é esse calor que faz aqui em SP ou a rotina me consome. Agora  marido leva marmita para o trabalho (pela higiene, comer comida fresquinha e economizar, é claro). Alguns dias ele levava pedaço de pizza (porque ele pedia) ou quando chegávamos tarde em casa ele não queria que eu ficasse cozinhando  então ele comia alguma coisa lá perto do trabalho ou pedia para eu colocar pizza na marmita.

Teve um "causo" de uma mulherzinha do trabalho dele que olhava para a comida dele e dizia bem alto para os outros na mesa "mulher brasileira é folgada". Isso porque naquele dia meu marido pediu para eu colocar na marmita dois pedaços de pizza que ele adora. Não fiz isso porque sou preguiçosa, apenas porque ele pediu.  Ele ficou chateado com o que ela disse, que apesar de não conversar em português com as pessoas entendeu a indireta dela. Nem preciso dizer que fiquei indignada e calei a boca deles no dia seguinte, fiz um super ensopado indiano.

Ainda não aprendi a me organizar, variar o menu da semana, ainda mais quando 2 dias da semana a comida aqui em casa deve ser vegana. Esses dois últimos dias não fiz praticamente nada de diferente e não tenho me empenhado no fogão porque ando sem criatividade, sei lá. Semana passada fiz uma lasanha e confesso que fez sucesso. Mas depois que a lasanha acabou pensei e agora, o que eu faço para o resto da semana?

Mas se estamos sempre com pressa para cozinhar, arrumar a casa, quer dizer que somos ocupadas, certo?
Como uma pessoa vira para a outra e diz que mulher brasileira é folgada? Com certeza essa pessoa não sabe da missa 1/3. Eu não tenho empregada, desde que meu marido começou a trabalhar eu sempre fiz questão de acordar no mesmo horário, às vezes antes, e já deixava tudo pronto como roupas, café, sapatos, marmita e depois que descobri que levando ele de carro era melhor do que ele pegar metrô lotado, então todas as manhãs eu o deixo na porta do trabalho. Depois eu volto, arrumo a casa (lavo roupa, lavo banheiro, passo roupas, pano no chão, tiro o pó, faço a comida, não nessa ordem), saio para resolver as coisas (o português dele não é fluente e o horário de trabalho não permite que saia sempre então eu que tenho que resolver 80% dos assuntos burocráticos), vou trabalhar, estudar e depois volto faço o lanche da tarde, sirvo o chai, e mais tarde o jantar, chai de novo sem falar nos coflitos culturais que ainda nos cercam, eu falo uma coisa ele entende outra, eu faço uma coisa ele quer que faça de outro jeito e assim por diante e ainda tem que dar atenção para a sogra que está sozinha na Índia e fica chorando dizendo que eu abandonei ela quando fico mais de uma semana sem telefonar. Eu imagino como deve ser difícil e deprimente viver sozinha na Índia mas estou sem internet e fica difícil ligar pelo skype ou voip frequentemente.

Eu queria saber desde quando mulher brasileira é folgada. Nós cuidamos da casa, marido, trabalho, estudos e ainda encontramos tempo para cuidar da vaidade.

Infelizmente sempre vai ter Zé povinho para cuidar da nossa vida. Na internet não tenho esse tipo de problema porque nem tenho mais facebook ou essas coisas mas não tem jeito, mas sempre vai ter um Zé povinho ou uma mulher invejosa que pensa que vivemos no mundo de Jade cheia do ouro com uma vida fútil.

Sinta o poder de um pedaço de pizza!

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

O Olhar Recatado da Mulher Indiana

Dizem que se conquista um homem pelo olhar. Mas uma coisa que nunca reparei é a diferença de cada cultura na hora de consquistar. Dizem que o corpo fala, mas será que a linguagem corporal é universal?
Tudo começou quando meu marido chegou no Brasil e ele achava que todas as mulheres estavam paquerando ele. Ele me perguntava porque aqui elas o olhavam "daquele jeito" e sorriam para ele o tempo todo hehehe





Eu não entendia, afinal aqui a gente olha e sorri ao mesmo tempo sem perceber e retribui sem perceber também.






 Mas na Índia não! Uma mulher que olha nos olhos de um homem é oferecida, mulher fácil. Sorrir então nem pensar!!! Por isso uma mulher indiana não encara um homem desconhecido, não sorri para todo mundo por qualquer coisinha. Elas sempre mostram um olhar doce, tímido e algumas vezes oprimido, e concordo que na maioria das vezes é um olhar inocente.





 Em algumas situações e regiões mais tradicionais a mulher indiana não encara nem o sogro, e para falar com os homens ela coloca o véu perto do rosto, com vergonha, como também uma forma de demonstrar respeito.



Muito diferente do que vemos aqui no Ocidente. Acho engraçado porque passei a comparar os olhares! O olhar aqui tem até nome "olhar 43".

Vou contar dois casos recentes:
Outro dia fomos a um restaurante e logo que chegamos a recepcionista (hostess) veio nos antender. Ela simplesmente me ignorou e só falava com meu marido com o olhar fixo nele que chegou a ser intimidador. Nem falei nada, pensei que poderia ser implicância minha então não deixei transparecer nenhum incômodo de minha parte. Depois meu marido veio me perguntar se eu percebi a forma que ela o olhou e perguntou para mim se são ordens do restaurante as funcionárias olharem assim para os homens para chamar freguesia. É claro que eu percebi a audácia mas não sei se ela é instruída a fazer isso ou não mas me senti desrespeitada por parte dela. Não sei se isso acontece com mais pessoas, mas achei muito chato. Também não sei se estou prestando atenção demais nessas coisas.
Há 15 dias atrás estávamos tomando um suco perto de casa e uma mulher da mesa ao lado puxou assunto com meu marido. Não nego que o inglês dela era muito bom afinal o português do marido ainda não é lá essas coisas então muitas vezes conversamos em inglês. Até aí nem dei importância porque eu estava junto e pensei que ela quisesse apenas conversar com a gente, por curiosidade porque viu que ele era estrangeiro. Mas eu estava errada, ela simplesmente não queria falar comigo e só tentava falar com ele, saber sobre ele e o que me irritou foi a forma como ela olhava, com o mesmo olhar "conquistador". Logo ele percebeu que não era curiosidade dela coisa nenhuma e fomos embora antes de eu fazer um barraco ali mesmo.
Depois conversamos sobre a forma que algumas mulheres encaram o homem. Meu marido brincou e disse "vamos morar na Índia que lá você não vai passar por isso".  Realmente na Índia isso não acontece, não consigo imaginar uma indiana seduzindo algum homem principalmente na frente da esposa. Não quero dizer que todas indianas são todas santas e que todas aqui são oferecidas mas é algo cultural e como meu marido sempre viu os mesmos olhares tímidos a vida toda, percebeu a diferença com maior facilidade quando chegou aqui.

Para um homem indiano, a mulher que tenta seduzir o homem na cara dura tentando enxergar até a alma dele com o olhar "conquistador", atrevido, é vista como fácil.  Pode até funcionar para alguns brasileiros, mas para um estrangeiro oriental a coisa muda.   Enquanto na Índia o olhar é tímido, aqui ele é sensual combinando com uma jogada de cabelo. As mulheres indianas dificilmente mexem nos cabelos em público, até hoje não vi nenhuma jogar o cabelo de um lado para o outro o tempo todo.

O sorriso que acompanha o olhar da mulher indiana é tímido e espontâneo, ela chega a contrair mais músculos do rosto quando sorri, afinal a forma de seduzir é diferente enquanto a mulher ocidental gosta de olhar diretamente nos olhos, disfarçar um sorriso monalisa ou manter os lábios entreabertos enquanto deixa o olhar fixo no homem.

O jeito da mulher ocidental é mais imponente, ela gosta de se fazer de mulher fatal e algumas vezes chega a ser intimidador. Por outro lado, a mulher indiana costuma olhar por baixo, mais inocente e não mantém o olhar fixo no homem, ela mostra timidez . Dependendo da cultura do homem, isso faz toda a diferença.
Conclusão:
#Quando o homem é oriental:  Olhar 43 para seduzir =  fail
 Hoje eu presto mais atenção nos detalhes e vejo o quanto as culturas são diferentes até mesmo na interpretação de um olhar.
















sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Caso raro: Indiana se casa com americano

Amor de Facebook inusitado: A coisa mais difícil de ver nessa vida é uma indiana casada com estrangeiro. Nesse caso, um americano se apaixonou por uma indiana de Ranchi e os dois decidiram se casar.

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

E quando o encontro não dá certo?

Romance de internet é tão lindo! Todo mundo limpinho, cheiroso, romântico, educado..aí o casal resolve se encontrar e o resultado é desastroso.

A gente sempre pensa no caso da mulher se decepcionar...e quando é o homem que se decepciona? E quando não existe química, o santo não bate, o sonho vira pesadelo? O que fazer?
Nem sempre a realidade corresponde as expectativas. Nem sempre é só a mulher que sonha, nem sempre o homem quer casar para ter somente um visto do Brasil. 
Imagine um homem que tem emprego na Índia (tem um bom salário), fica contra a família, larga tudo e vem para o Brasil. Chega aqui e se decepciona com a mulher que ele dizia estar apaixonado, a mesma mulher que ele pediu em casamento e jurou amor eterno. Além disso tudo tem a fase da adaptação dos primeiros dias, pois se o encontro foi desastroso vem junto a depressão, a sensação de estar sozinho num país louco, estranho que ninguém fala seu idioma, o choque cultural, etc.

É muito normal o rapaz chegar no Brasil, não gostar do país e querer voltar. Mas isso a gente resolve mostrando o lado bom da vida, os lugares legais de conhecer, e bonitos do nosso país.
O problema está quando o encontro é desastroso. Quando o rapaz não se mostra interessado ou não tem atração física não adianta forçar um casamento, chorar ou se mostrar a mulher mais perfeita do mundo. Se a pessoa está sofrendo no início vai sofrer depois. Quando o rapaz decide voltar e desiste do casamento ou desiste de viver no Brasil, deixe-o ir.
Se um homem não te dá carinho agora, se ele é frio, não corresponde as suas expectativas, não prolongue isso porque ele não vai mudar depois. Melhor agora do que mais tarde ele te maltratar, te trair com outra mulher, trair sua confiança e destruir sua autoestima. Um dia ele pode jogar na sua cara que largou o emprego, família e amigos para levar uma vida miserável aqui com uma mulher que ele não ama porque muita gente sabe que a vida aqui não é fácil principalmente para um estrangeiro que era independente no país dele.
Já aconteceu isso com pessoas muito próximas a mim, gente que eu torci pelo relacionamento, vi de perto quando a garota se preparou, mobiliou a casa, usou todas as economias para o casamento, festa, igreja mas quando o rapaz chegou ele viu que não era aquilo que ele esperava, não rolou química, disse que na internet ela era diferente, incompatibilidade de gênios e ele quis ir embora. É muito triste isso, mas para um casal ficar junto até o cheiro da pele importa e se nem isso combina  não adianta ficar num relacionamento com um homem que mais tarde vai destruir sua autoestima.
Não coloque toda a responsabilidade em cima de você. Se o rapaz decidiu voltar atrás. Isso pode ocorrer com qualquer um ainda mais quando as pessoas nunca se encontraram antes como é o caso da internet.
Homem também se ilude, homem também sonha, homem também cria expectativas e se decepciona. Não quero que ninguém seja pessimista mas pense que isso pode acontecer e se prepare para saber lidar com situações que estão fora do contexto.
Pense, se nao deu certo, pelo menos vocês tentaram, vocês se conheceram. Isso acontece com muitas brasileiras que vão morar fora e o contrário também ocorre. Os homens criam uma expectativa muito grande ainda mais quando eles vem de países de cultura fechada por isso o choque cultural deles é maior do que o nosso.
Bola pra frente. Romance de internet tem suas surpresas, respeite o livre arbítrio. Infelizmente nem todos os homens estão preparados para sair de sua zona de conforto e lidar com o mundo ocidental. O casal só sabe se tem química mesmo, após o encontro. Então não se precipite, evite casamento por procuração. Procure conhecer a pessoa com calma, deixe o romance fluir naturalmente, acho que isso instiga mais o casal. Quando o casal que se casa por procuração não deixa o contato fluir naturalmente, geralmente quando se encontram acaba rolando tudo na mesma noite porque se sentem na obrigação de ficarem juntos porque já estão casados, mas o romance, a parte boa da conquista não aconteceu. Acho que isso esfria a relação.

Já que eu toquei no assunto de procuração, quero aproveitar o gancho e dizer o que eu acho disso. Na minha opinião, casamento por procuração  só é indicado quando o casal já se conhece, já namorou mas por obra do destino precisaram se separar seja por questão de trabalho etc então eles celebram a união por procuração para não ter que adiar mais a data especial, tanto para garantir os bens do casal, quanto um direito sucessório..
Enquanto isso, se casar por procuração com que nunca viu na vida, por mais que você pense que é um amor de outras vidas, aquela paixão toda, é um risco enorme.

Não tenham pressa. Conhecer a pessoa dia após dia antes de se casar é fundamental. O ser humano ainda precisa do toque, do carinho, do perfume....e isso a tecnologia ainda não conseguiu substituir.



Beijos

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Orgulho de ser sikh: uma lição para a vida toda

Os sikhs são muito orgulhosos de seu turbante porque isso representa o caráter e a devoção de um homem.

Sikhs são reconhecidos como uma das comunidades que mais trabalham , mais prósperas e diversificadas do mundo.

Um amigo me contou um  incidente que ficou para a história de todos os sikhs e eu gostaria de compartilhar com vocês:

"Durante a última férias, alguns amigos vieram para Delhi. Eles alugaram um táxi para passear na cidade. O motorista era um velho Sardar  (sikh que usa turbante) e os meninos começaram a fazer piadas de Sardar , só para provocar o velho. Mas, para sua surpresa, o motorista permaneceu imperturbável ..

No final dos passeios, eles pagaram o taxi . O Sardar devolveu o troco, mas ele deu uma rúpia extra e disse: '' Meus filhos, desde  manhã vocês ficaram contando piadas de Sardarji . Eu ouvi a todos elas e deixe-me dizer-lhe , algumas piadas foram de muito mau gosto. Ainda assim, eu não me importo porque eu sei que vocês são jovens e ainda não conhecem o mundo. Mas eu tenho um pedido. Eu estou dando uma rúpia extra . Dê essa rúpia para o primeiro mendigo Sikh Sardar que você encontrar nesta ou em qualquer outra cidade ! "

Depois de muito tempo o rapaz que ganhou essa rúpia disse : "Essa moeda de uma rupia ainda está comigo. Eu não consegui encontrar um único Sardar mendigando em nenhum lugar. "

Meu amigo continuou: hoje esse rapaz se tornou sikh, usa turbante e ainda guarda a moeda com ele.


MORAL :
O segredo por trás do sucesso universal dos sikhs é a sua vontade de fazer qualquer trabalho com a máxima dedicação e orgulho. Um Sardar vai dirigir um caminhão ou abrir uma oficina na estrada, ou  montar uma barraca de suco de frutas ... mas ele nunca vai mendigar nas ruas."

Porque Sikhs contribuem com :
* 33 % do imposto de renda total
* 67 % do total de instituições de caridade
* 45 % do exército indiano
* 59.000 + + gurudwaras servem comida para 5.900.000 + pessoas todos os dias !

Tudo isso porque eles fazem parte de apenas 1,4% da população indiana total.


Frases Punjabi


#1
Qual estado da Índia tem a maior população de língua Inglesa?
Resposta: Antes das 20:00 Kerala. Depois das 20:00 - Punjab

#2
  Tandoori Chicken - o pássaro mais famoso de Punjab


#3
Butter Chicken , Butter Naan and Butter Milk- São as três refeições de um Punjabi !

#4 
 
Nenhuma festa  está completa até as pessoas começarem a dançar e cantar  ' Oh Ho Ho Ho, Ishq tera Tadpave ' !
 

#5
 
Se você é Punjabi você definitivamente conhece algum  Sweety , Sunny, Tony, Jassi or Honey

#6
Um casamento Punjabi sem álcool sempre terá um carro com bebidas estacionado do lado de fora : ! D

#7 
Todos já tiveram pelo menos um " Mrooti '  uma vez na vida. (Maruti =  marca de carro)

#8
 
 Uma dose na mão é melhor do que duas na garrafa 
#9
 
"Yo Yo Honey Singh = EMINEM "
 

#10
 4
 acessórios de um Punjabi -  Jutti , RAYBANS , JEEP e música alta .
 

#11
 
Você acha que nasceu normal mas não é nem um pouco, então você nasceu no" PUNJABI "

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Indianos preferem os remédios naturais


Pode passar o tempo, pode avançar a tecnologia, mas a maioria dos indianos ainda acredita no poder da natureza no tratamento e prevenção de doenças.