Café com Chai

Observações de uma brasileira sobre a cultura indiana.

domingo, 31 de janeiro de 2016

Visitas

Olá meus queridos, tudo bem?

Esse final de semana deixei postagens mais curtas porque estou numa correria só aqui em casa. Não sou uma dona de casa perfeita, nunca precisei cozinhar para muita gente na minha casa..  até hoje! Essa semana receberei hóspedes indianos, estou desesperada, atrapalhada, porque nunca cozinhei para tanta gente, nem sei por onde começar. Ontem fui no mercado  para colocar a geladeira em dia. Quando precisamos causar uma boa impressão, ai meu Deus, tudo enrola, parece que a comida não sai do jeito que queremos, parece que a casa não fica limpa o suficiente. Eu preciso fazer grão-de-bico e esqueci de deixar de molho na noite passada. Quando recebemos em casa um amigo ou 2 de meu esposo, pessoas que eu já conheço bem e sei o que gostam de comer, é mais fácil. Mas só de pensar que dessa vez o número triplicou e eu aqui sozinha sem sogra, sem cunhada, marido fora, ou seja, não tenho ninguém pra me ajudar na cozinha.
Eu me viro no preparo de comida indiana mas só de saber que um monte de gente vem comer já bate uma insegurança e penso "será que vão gostar? Será que ficou como deveria?".

Minha mãe estava disposta a me dar uma força mas ela não entende nada de culinária indiana, e todo mundo está esperando uma comida indiana da firangi estrangeira aqui.

Sou tão despreparada pra essas coisas e para vocês terem ideia estou na cozinha desde 1 da tarde. Falta a sobremesa e deixar tudo um brinco depois. Além disso tem as regras básicas, marido falou para eu não sorrir muito e não brincar muito porque  é importante eles me respeitarem desde o início (uma vez escrevi aqui no blog que  homem indiano pensa que a mulher que sorri muito e faz gracinhas está dando mole pra ele).  É estranho isso, mas é assim que a banda toca.

Agora vou voltar aos afazeres, porque amanhã cedo preciso fazer chapati e parontha (pãezinhos indianos).

Depois eu volto pra contar como me saí.

Abraços !!

sábado, 30 de janeiro de 2016

Behind the Scenes - Templo Indiano

O templo sikh serve refeições a todos os visitantes, mas você sabe como elas são feitas? Eu descobri nesse vídeo!

O Templo Dourado em Amritsar, na Índia, é o local mais sagrado para os praticantes da religião sikh.  Ele atrai milhares de visitantes por dia. Dentro do Templo existe o Langar, que significa "cozinha livre". Os visitantes podem comer no templo de graça - segundo algumas estimativas 50.000 a 100.000 pessoas por dia. Eles podem fazer até 6.000 chapatis por hora!

Uma pessoa conseguiu filmar as várias etapas do preparo das refeições . Todos aqueles que preparam os alimentos são voluntários.





 Abraços!

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Dancinha!!!

Quando ouvimos falar em dança indiana, a primeira coisa que vem em mente é a dança clássica. Mas o que faz a cabeça dos indianos e gringos é aquela que a gente vê em filmes de Bollywood com coreografia e tudo mais.

Uma coisa que indiano tem de sobra é animação para festas e danças. Tudo é motivo para comemorar e toda comemoração deve ter dança, é muita energia! Em aniversários e casamentos indianos ( os noivos fazem uma apresentação aos convidados, os amigos/ família dos noivos também) as coreografias são inspiradas nos filmes de Bollywood.

No Punjab a dança típica é bhangra, tão importante para eles que é grade curricular em muitas escolas. Uma vez peguei o boletim de meu esposo e vi a matéria Bhangra.

Então, quer ver como indiano gosta de dançar?

 Ladies Sangeet, é uma das festas do casamento indiano, feita para as mulheres, mas hoje em dia os homens participam também. É praticamente um flashmob, começa com um pequeno grupo dançando, depois vem outro, e mais outro..até que o palco fica cheio de gente.

Dia de Henna - os gringos piram no passinho

Aniversário de 16 anos

Casamento

 Abraços

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Diferenças culturais: Na América, dizer "obrigado" é rotina. Na Índia, pode ser um insulto.

Eu sempre digo que as diferenças culturais estão nas pequenas coisas e podem virar uma bola de neve caso não sejam esclarecidas. Um pequeno detalhe mal entendido pode acabar com uma amizade ou até mesmo um relacionamento.

 Ao nosso estilo ocidental pessoas educadas dizem "por favor" , "obrigado" ou "de nada" para qualquer coisa. Nós brasileiros dizemos obrigado e de nada o tempo todo. Dizemos "por favor" para deixar claro que não somos rudes.

Muitos indianos não tem esse costume, e se você está mais adaptado(a) à cultura possivelmente já ouviu de algum indiano "ohh não, você não precisa dizer (obrigado) porque sou seu amigo" ou "não precisa me  pedir (por favor), porque estou fazendo de coração e não estou te fazendo favores".

Outro dia um amigo brasileiro de meu marido pediu desculpas a ele porque desmarcou um compromisso. Meu marido rapidamente respondeu "não me peça desculpas, você é um irmão(amigo) mais velho, e o irmão mais velho não pede desculpas ao mais novo". O homem ficou surpreso.

Aqui no Brasil meu esposo não tinha o costume de usar "obrigado", "de nada", "com licença" e "por favor" a cada cinco minutos e isso não fazia dele uma pessoa rude. Mas no Brasil as pessoas poderiam pensar que sim. Ele simplesmente não sabia o quanto isso é importante no nosso dia-a-dia.  E ele achava estranho quando eu dizia "obrigada" a ele por apenas um copo com água. Tão logo o aconselhei a usar essas palavras mágicas para ter um bom relacionamento no nosso país e até mesmo evitar discussões porque eu disse a ele que brasileiro se sente ofendido quando não escuta "por favor" , "obrigada", "de nada" ..

Um amigo já chegou a nos dizer que achava os indianos arrogantes no avião pela forma que eles pediam serviço de bordo como se estivessem dando ordens. Na mesma hora perguntei a ele se essa impressão aconteceu porque eles não usavam "por favor" e ele disse que notou isso. Então expliquei que os indianos não tem esse jeito de pedir as coisas e isso não significa que eles sejam pessoas rudes ou arrogantes, trata-se apenas de uma diferença cultural. Eles não fazem voz manhosa ao pedir algo, eles pedem e pronto.

Eu traduzi o relato de um indiano (achei fantástico, nada melhor do que um indiano para explicar isso) que vive nos Estados Unidos da América. Procurem entender que para eles isso também é difícil porque a cultura ocidental é muito diferente da oriental e aquela impressão de arrogância pode ser um mal entendido facilmente resolvido quando você amplia seu conhecimento.

Por Deepak Singh:

"Na América, dizer obrigado é rotina. Na Índia, pode ser insulto.

Eu tenho vivido nos Estados Unidos por mais de uma década, e agora digo "obrigado" cerca de 50 vezes por dia. Na maioria das vezes, eu faço isso sem pensar. Eu falo "obrigado" ao motorista de ônibus que me leva do ponto A ao ponto B, juntamente com outras 20 pessoas. Ele normalmente nem me escuta. Eu falo obrigado ao caixa na loja de café. Eu digo muito obrigado para o estrangeiro que mantém a porta aberta para mim em um restaurante. Eu agradeço a minha esposa e minha filha de 5 anos de idade,  várias vezes ao dia para várias coisas: por abaixar ou aumentar o volume da televisão, deixar o interruptor de luz ligado ou desligado,  perguntando se eu quero comer algo ou fazer algo com eles.

Quando me mudei para os Estados Unidos, levei algum tempo para me acostumar. Eu não sabia que eu deveria agradecer a alguém que aceitava meu dinheiro no caixa assim que eu comprava alguma coisa. Eu não sabia que eu deveria agradecer as pessoas quando elas perguntavam "como vai?" (e quase todo mundo que passa por mim diz "oi, tudo bem?"). Eu não tinha ideia de como eu deveria responder ao policial que me deu uma multa por excesso de velocidade e, em seguida me disse: "Obrigado, e tenha um bom dia."

Eu cresci na cidade indiana de Lucknow, em uma cultura na qual dizer obrigado não é dito com facilidade. Eu aprendi a dizer obrigado em Inglês na escola primária, e quando eu agradecia a qualquer um, eu dizia isso em Inglês, pois era menos complicado e mais casual do que fazê-lo em hindi. Eu deixava meu agradecimento para aqueles que tinham feito enormes favores para mim. E raramente eu agradecia meus amigos ou colegas de classe. Quando eu agradecia,  sorriam ironicamente para mim ou interpretavam o ato como uma espécie de piada-uma forma lúdica de praticar o Inglês. Eu nunca agradeci os meus pais para qualquer coisa. Na língua Hindi, nos gestos e cultura, todos os dias há um entendimento tácito de gratidão.

Dizer dhanyavad, ou "obrigado" em hindi, é quase sarcástico. Parece inadequado. Quando eu agradeço alguém em Hindi, eu preciso olhar a pessoa nos olhos. Se quiser dizer Dhanyavad  a alguém sem olhar para ele ou ela é melhor não dizer. Quando criança, eu nunca ouvi ninguém da minha idade dizer obrigado em hindi. Eu ouvi meu pai dizer dhanyavaad para pessoas de sua idade, mas ele fez isso o mais sincero que pôde, com as mãos juntas na frente de seu peito no gesto solene de namaste. Ele não quis apenas agradecer a alguém por algo, mas pediu uma oportunidade de retribuir o favor. É assim que eu passei a entender expressões de gratidão.
                                         
Nos Estados Unidos, por outro lado, dizer obrigado geralmente marca o fim de uma transação, o fim de uma conversa, um fim para uma interação. É como um período final de uma frase. Só nos Estados Unidos as pessoas dizem obrigado por você ter vindo em suas casas ou partido. Inicialmente fiquei surpreso quando as pessoas me agradeciam por visitar suas casas quando elas tinham me convidado, mas depois eu soube que, "Obrigado por ter vindo à minha casa" realmente quer dizer, "É hora de você sair minha casa."

Dizer obrigado em Hindi é como ingressar em um ciclo de troca, criando a possibilidade de um novo relacionamento.

Depois de me mudar para a América, eu precisei de vários anos para agradecer as pessoas sem o real significado disso. Colocar "obrigado" na ponta da minha língua, pronto para fugir a qualquer momento, em vez de extraí-lo do fundo do meu coração, foi uma das mais difíceis lições de idioma que eu tive que aprender nos Estados Unidos.

Eu cometi o erro de dizer a meu tio: "Obrigado por me convidar" antes de sair de sua casa. Ele estava cheio de desgosto.

Agora, quando eu viajo para a Índia, muitas vezes eu ofendo as pessoas dizendo obrigado a elas. Em uma recente viagem para casa, fui convidado para a casa de meu tio para o jantar. Ele tem sido um pai para mim, me ensinando muitas coisas e me aconselhando em cada etapa da minha vida. Quando criança, eu passei mais tempo em sua casa, e tinha minhas refeições lá mais do que na casa dos meus pais. Naquele dia, eu cometi o erro de dizer-lhe, em Inglês, "Obrigado por me convidar" antes de sair de sua casa, e percebi a importância de minhas palavras somente depois que saíram da minha boca. Ele não respondeu, mas eu vi sua expressão azedar. Ele estava cheio de desgosto. Eu não poderia mesmo pedir desculpas para agradecer-lhe. O estrago estava feito.

Na Índia, as pessoas, especialmente quando são pessoas mais velhas, parentes ou amigos próximos, tendem a sentir que, ao agradecer-lhes, você está violando a sua intimidade com eles criando formalidade e  distância que não deveriam existir. Eles podem pensar que você está fechando a possibilidade de confiar um no outro. Dizer dhanyavad a estranhos ajuda a iniciar um ciclo de troca e de familiaridade. Mas com a família e os amigos, dhanyavaad pode esfriar as relações porque você já está íntimo e em um ciclo de troca. E poucas coisas podem ser mais dolorosas do que terminar um relacionamento.

Obrigado por ler esta descrição. Deixe-me garantir que eu realmente quero dizer isso, mas que também eu não quero ofender. Dhanyavaad.


Então, pessoal, compreensão não faz mal a ninguém. Por isso não devemos julgar pessoas de diferentes culturas e exigir delas um comportamento igual ao nosso sem saber o que realmente se passa no coração delas. Às vezes aquela pessoa que parece arrogante  não encontrou alguém capaz de ajudar, explicar, esclarecer. 


Abraços! 

domingo, 17 de janeiro de 2016

"Meu marido é melhor do que o seu"

Foi essa frase que eu vi outro dia de uma mulher casada com indiano. Eu estou longe de ser antropóloga mas gosto de observar o comportamento das pessoas.

Há alguns anos atrás eu vi  brasileiras competindo na internet, quem sabe mais sobre os indianos, quem já viajou para a Índia, etc. Atualmente as coisas estão mais calmas até porque o número de brasileiras casadas com indianos não é tão grande. O que continuo vendo é esse comportamento entre as americanas. O número de americanas casadas com indiano é muito grande e eu vejo muita concorrência entre essas mulheres e me questiono a razão disso. Nós sabemos o quanto a cultura indiana é fechada, e eu imagino que seja uma forma de mostrar aos outros que ela foi aceita, que ela faz parte daquele clã, que o casamento não é uma farsa, porque nós sabemos que elas sofrem muito mais preconceito com um relacionamento intercultural.
www.pinterest.com

Tem mulher que concorre com bolsas, sapatos e.. marido.

A pessoa mostra o quanto o marido é bem sucedido financeiramente, o carro novo, joias que ganha da família,  foto dele cozinhando e o que pra mim é pior: foto do marido limpando a casa e selfie com o marido dormindo. O coitado sem camisa dormindo todo esquisito e a primeira coisa que a mulher faz ao acordar é tirar foto desse momento íntimo.

Fico pensando, tirar foto do marido limpando o chão pra quê, meu Deus! E ainda vejo legendas assim "meu marido é melhor do que o seu". Se ele gosta de fotos assim, tudo bem, mas você percebe que são fotos tiradas às escondidas ou ele pensa que as fotos ficarão só no celular e nem imagina que em segundos estarão no instagram dela, porque homem não fica 24 horas nessas coisas e a gente sabe disso.

Tem mulher que tira foto no hospital e coloca "veja como meu marido é um anjo, está aqui comigo" 
Poxa!! É a obrigação dele!!

Essas pessoas tem uma necessidade tão grande de mostrar que foram aceitas pela família e pela sociedade indiana. Precisam mostrar que o marido é mais romântico, mais rico, e que a família dele a ama mais do que tudo, que ela foi aceita.

Não entendo a razão disso, de precisar dessa autoafirmação o tempo todo. Até onde a exposição na internet é saudável?


  É só uma reflexão.

Abraços

sábado, 16 de janeiro de 2016

As 12 qualidades de uma boa esposa

Continuando a leitura dos artigos sobre a visão do casamento para os indianos, apresento-lhes mais um, e detalhe, é um texto recente e também publicado num jornal famoso como o Times of India

Mais uma vez quero dizer que essa não é minha opinião, só traduzi  o que li no jornal.

Muitos indianos esperam o mesmo comportamento de todas as mulheres e elas são ensinadas a  não desagradar o marido e a família dele.




Esposa indiana

Como ser uma boa esposa para seu marido - 12 qualidades que um homem espera da esposa dele
Atualizado em 04 de novembro de 2015

"Qualidades de uma Boa esposa.
Todo homem quer uma boa esposa.  O que isso significa, exatamente? Quais são os segredos de uma boa esposa para seu marido ? A maioria destas qualidades já estão presentes numa mulher, enquanto que o resto pode ser aprendido ou desenvolvido.
Na Índia, as qualidades de uma boa esposa ou as seis virtudes nobres uma mulher ideal se resumem no verso de Neethisaram: "Karyeshu Dasi, Karaneshu Manthri; Bhojeshu Mata, Shayaneshu Rambha, Roopeshu Lakshmi, Kshamaya Dharitri, Shat dharmayukti, Kula Dharma Pathni "


Eu acredito que aquilo que você dá é o que você recebe em troca, tanto quanto o comportamento humano. Então, se você é uma boa esposa para seu marido e tratá-lo bem, ele vai te amar e cuidar de você em troca.

Quer saber como manter seu marido feliz? Aqui estão 12 qualidades que um homem procura em sua mulher.

1. Seja agradável. Como já mencionado, devemos tratar os outros como queremos ser tratados. Dito isto, não seja rude com o seu marido, família e amigos. Tente ser calorosa, positiva, compreensível e amigável. Trabalhe ativamente para ser agradável para o seu marido. Não seja aquela pessoa que ataca outros, porque você teve um dia ruim. Receba seu marido com um sorriso quando ele chegar em casa. Uma boa esposa homenageia seu marido, mantém um tom agradável em sua voz, um sorriso no rosto, e uma aparência arrumada e limpa. Pergunte sobre o seu dia, especialmente quando ele teve uma tarefa difícil. Se você não gosta de como seu parceiro te trata, tire um minuto para observar como você trata o seu parceiro e tente corrigir seu comportamento.

2. Trate-o com respeito. Se você espera o respeito dos outros, precisa tratar os outros com respeito também. Não ouvimos o tempo todo "Dê o respeito e seja respeitado?" Respeito pode ser refletido na forma como se fala e se comporta. Sempre fale de uma forma amorosa e evite falar de uma maneira dura. Uma boa esposa respeita seu marido. Ela nunca o deprecia, humilha, ou de outra forma o prejudica em privado ou em público. É melhor prestar atenção no que você diz e pensa antes de falar, pois não é possível tomar de volta as palavras, uma vez que são ditas. Uma boa esposa trata o homem com respeito na frente dos outros e em casa.

3. Comunique-se. A comunicação é a chave para um casamento bom e sólido. Não esconda coisas ou guarde segredos de seu marido. Seja honesta. Encontre tempo para sentar e conversar com ele em uma base diária, mesmo que seja por apenas meia hora. Se você deixar as palavras presas na garganta e sentir que não pode compartilhar com seu marido, seu casamento está em apuros. Seja uma boa ouvinte. Você pode ter uma dúzia de coisas importantes para dizer a ele, mas permita que ele fale em primeiro lugar. Não o receba com queixas e problemas no momento que ele chega do trabalho. Uma boa comunicação também ajuda a construir a confiança e fortalecer o seu relacionamento. A esposa e o marido são uma equipe, são parceiros. Não tome qualquer decisão importante sobre a família, sem consultar  o marido. Brigas ou problemas podem acontecer, mas não deixe que o mundo saiba disso. Em vez disso, você deve tentar resolvê-lo entre si como parceiros. A briga que você teve na semana passada porque exagerou nas compras ou o que quer que seja deve ser resolvida. Portanto, tente seguir em frente com isso e parar de requentar o passado e lembrando-o de seus defeitos. Não recorra a xingamentos, agressões, cuspidas, quebra-quebra, ou qualquer outra coisa quando você perder seu temperamento. Se fizer isso, ele pode realmente começar a cair fora e você pode perdê-lo. Sempre se comunique com palavras e uma mente calma. Respire antes de fazer algo se estiver nervosa.

4.Seja solidária. Um marido espera o apoio de sua esposa e compreensão, especialmente nos problemas. Uma boa esposa ama seu marido por seus sucessos e fracassos, e dá o ombro quando ele está se sentindo para baixo. Ela é uma educadora e parceira no casamento. Apoiá-lo em todas as fases da sua carreira e vida. Não menospreze o seu homem ou fira seu ego. Costuma-se dizer que "uma mulher pode construir ou quebrar um homem." Não há nenhuma maneira mais rápida para construir ressentimento em seu homem do que criticá-lo ou depreciá-lo, especialmente na frente dos outros. Seja orgulhosa dele sobre suas realizações e genuinamente o cumprimente. Você pode então esperar que ele se comporte em troca da mesma forma e respeitá-la por seu apoio e consideração. Se você não concordar com ele, respeitosamente permita que ele saiba que você não concorda com uma conversa saudável.

5.Não seja mimada. Nenhum homem gosta de uma esposa irritante. Saiba pedir. Muitas esposas pensam que sendo irritante é a única maneira de obter que seu marido faça as coisas. A verdade é que o seu comportamento pode criar uma brecha indesejada, ou pode piorar as coisas entre vocês dois. Seu marido é um homem crescido com seus próprios pensamentos e desejos. Só porque você acha que ele deveria estar fazendo algo especial, não significa que ele tem que fazer isso.

6.Dê-lhe espaço. Como esposa, é importante compreender que o seu marido tem uma vida além de você. Ele tem uma família, amigos e colegas que também fazem parte da vida dele. Ele também pode ter hobbies e paixões em que está envolvido. Não espere sua atenção em todos os momentos. Não o proíba de sair com sos amigos ou se envolver em um hobby ou esporte que ele gosta. Uma mulher que interfere pode ser muito irritante.

7. Satisfaça-o na cama. A intimidade sexual é uma das coisas essenciais em qualquer casamento. Quando você agradar o seu homem, ele será obrigado a agradá-la em troca.  Se você não fizer seu homem feliz na cama, ele tentará ser feliz em outro lugar. Afinal, um homem é um homem! Segundo a pesquisa, uma das principais razões pelas quais os homens traem é  física, enquanto que para uma mulher é emocional.

8.Surpreenda-o. Os homens gostam de surpresas também. Pode ser qualquer coisa, desde a organização de sua festa de aniversário sem ele saber  ou a planejar uma noite especial de paixão. Suas surpresas não tem que ser elaboradas e podem ser tão simples como fazer-lhe o seu petisco favorito ou qualquer um de seus pratos favoritos de vez em quando, mesmo se você preferir comer algo diferente.

9.Expresse seu amor e apreciação com frequência. Homens gostam de elogios e apreço. Aproveite ao máximo o tempo juntos. Os homens gostam de ouvir as palavras "eu te amo" também. Além disso, tente se juntar a ele em atividades que ele está interessado  mesmo se você preferir fazer outra coisa. Dê-lhe um presente pensativo de vez em quando como nunca esquecer os dias especiais em sua vida. Mimá-lo muitas vezes, especialmente quando ele está em casa. Você pode cozinhar para ele ou dar-lhe uma massagem. Fazendo-o dependente de você fazendo suas tarefas quando ele está em casa não é uma má ideia. Deixe-o sentir sua falta e pensar em você quando você não estiver por perto. Estes gestos não passarão despercebidos, e poderão inspirá-lo a fazer algo de bom para você. Não retenha carinho.

10. Seja honesta, leal e dedicada. Uma boa esposa é honesta, leal, e dedicada ao seu marido. O casamento é um compromisso ao longo da vida, e os votos que você fez no momento do casamento devem ser mantidos em todos os momentos.

11. Mantenha a sua saúde e aparência. Uma boa esposa homenageia seu marido, mantém um tom agradável em sua voz, um sorriso feliz no rosto, e uma aparência arrumada e limpa. Tenha especial cuidado pela sua aparência, e não apenas para ele, mas para si mesma. Inclua exercícios ou yoga em sua rotina diária para se manter saudável. Seja higiênica. Algumas mulheres sentem que uma vez que elas já estão casadas ​​não precisam mais se vestir bem ou cuidar de sua aparência - isso não é verdade, e você deve  se cuidar porque faz você se sentir bem e seu marido também . Um homem também gosta de sua mulher cheirosa. Se você não se cuidar, o homem pode começar a procurar em outro lugar.

12.Cuide da casa. Mantenha sua casa limpa o tempo todo. Limpe, arrume a bagunça e decore a casa. Além disso, seja sábia com o dinheiro e leve todas as responsabilidades de uma mulher a sério sem se queixar muito.
Você quer um bom marido que vai amar e cuidar de você? Trate-o exatamente do jeito que você quer que ele te trate. Se você quer que seu marido te trate como uma rainha, você deve tratá-lo como um rei. Neste mundo moderno, onde a maioria das esposas também trabalham, o conselho acima podem não ser totalmente prático. Mas pelo menos algum esforço pode ser feito e essas dicas colocadas em prática. Se você estiver trabalhando, você pode contratar uma empregada para cuidar das tarefas domésticas da cozinha, limpeza, e assim por diante.

Estou certa de que qualquer homem ficaria feliz em ter uma boa esposa com todas as qualidades acima listadas. Além disso, tenho alguns conselhos para os homens que estão muito felizes vendo este artigo. Lembrem-se: O casamento é uma via de mão dupla, existem duas pessoas nesta relação, e você tem que fazer o seu papel, se você quer a esposa ideal."

As 6 qualidades que um homem espera de uma esposa

O que não faltam são artigos indianos em jornais e revistas que ensinam às mulheres como serem esposas perfeitas.

Deixo claro que essa não é minha opinião, eu só estou repassando o texto para mostrar como a maioria dos indianos ainda enxergam o papel da mulher no casamento. Estou dizendo isso porque às vezes coloco as reportagens no blog mas algumas pessoas escrevem me criticando como se o texto fosse meu. Só estou repassando a mensagem sem qualquer juízo de valor. 

Traduzi o texto original para facilitar a leitura mas quem quiser ler na íntegra :  http://tvaraj.com/2014/06/10/six-qualities-a-man-in-india-expects-from-his-wife/


"Uma mulher de valor é a coroa do seu marido,
mas de comportamento vergonhoso é como câncer nos seus ossos."
- Provérbios 12: 4

A presença de entes próximos e queridos, festas de recepção e luas de mel, etc. certamente aumentam os prazeres da ocasião e da alegria de um casamento.

Mas qual é o objetivo final de um casamento do ponto de vista de um homem?

Universalmente, todos os homens desejam uma esposa perfeita. Mas o que significa uma "esposa perfeita"? Quais são as qualidades necessárias para ser um cônjuge ideal? Muitas mulheres não sabem que a maioria das qualidades de uma esposa perfeita já nascem com elas e se desenvolvem quando ela cresce.

Na Índia, Neeti Saara ou Neeti Shastra é uma coleção popular de moral escritos por Baddena, um poeta Telugu século 13, que se acredita ser um príncipe Chola chamado Bhadra Bhupalan.

Baddena conta as seis nobres virtudes uma esposa ideal em versos como:
'కార్యేషు దాసి, కరణేషు మంత్రి, భోజ్యేషు మాతా, రూపేచ లక్ష్మీ, శయనేషు రంభ, క్షమయా ధరిత్రీ ... e assim por diante.
"Karyeshu Dasi, Karaneshu Manthri, Bhojeshu Mata, Shayaneshu Rambha, Roopeshu Lakshmi, Kshamaya Dharitri, Shat dharmayukti, Kula Dharma Pathni '

Tradução:
Karyeshu Dasi: Trabalhe como uma serva.
Deve servir seu marido como uma serva.
.
Karaneshu Mantri: Aconselhe como um ministro.
Aconselhe seu marido como um ministro para lidar com vários problemas que o confrontam.

Bhojeshu Mata: Alimente como uma mãe.
Cozinhar sua comida e o alimente como uma mãe.

Shayaneshu Ramba: Na cama seja como Rambha.
Satisfaça o marido na cama como a cortesã celeste Rambha, inigualável na arte da sedução e fazer amor.

Roopeshu Lakshmi: Se embeleza como deusa Lakshmi.
Cuide da sua beleza como a Deusa Lakshmi (e a mostre para somente seu marido e não para outros homens).

Kshmayeshu Dharitri: Seja paciente como a Terra.
Suporte todo o stress e dor e seja paciente como a Mãe Terra.

Shat dharma yuktah Kula dharma Patni: Uma mulher que tem essas seis virtudes é uma boa esposa .Na verdade é uma tarefa difícil! Eu não acho que qualquer mulher no século 21 se qualifique como uma esposa perfeita, cumprindo estes seis critérios.
Nesta época de igualdade entre os sexos, as mulheres argumentam que esses versos foram escritos por um homem  chauvinista. O que acontece se uma mulher esperar as seis qualidades seguintes em um homem?

Bhogeshu Raja: Seja rico como um rei.

Vachaneshu Rama: Honesto como Senhor Rama.

Chaturasya Krishna: Inteligente como o Senhor Krishna.

Dhairyeshu Karna: Corajoso como Karna.

Roopecha Indra: Bonito como Senhor Indra.

Kaameshu Madana: Romântico como Madana Kamarajan.

Shatdharmayuktha manadharma Ramana: Um homem que tem estas seis virtudes é o  marido ideal."

Artista indiana satiriza o papel da mulher na sociedade

Artista de Mumbai, Kanika Kaul, satiriza os pensamentos tradicionais indianos e o papel da mulher na sociedade.

https://www.behance.net/gallery/26038131/The-Perfect-Indian-Woman-Poster-Design


quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Sobrancelhas Indianas

Uma leitora me sugeriu um post sobre as sobrancelhas das indianas, não me recordo onde ela me deixou o comentário, mas assim que encontrar eu darei os créditos da sugestão.
www.indianbeautyforever.com
As indianas fazem as sobrancelhas com linha e também o buço ou qualquer pelinho do rosto que incomode. É uma técnica muito comum no Oriente. Eu me lembro que meu esposo falou que se um dia eu desejasse fazer  as sobrancelhas na Índia eu não deveria passar no rosto todo porque uma vez feita no rosto é necessária manutenção.  Algumas mulheres  gostam de passar no rosto todo pois elas gostam de luminosidade na pele, então fica a dica, deixe claro  que  você quer fazer somente a sobrancelha.



Veja como é a técnica indiana:


Elas tem tanta prática que fazem nelas mesmas! 




Não sei de qual país é o vídeo, mas aqui mostra a depilação no rosto todo:


Abraços!

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

sábado, 2 de janeiro de 2016