Café com Chai

Observações de uma brasileira sobre a cultura indiana.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

O que fazer e não fazer no Brasil

Quando falamos de cultura indiana, é comum ouvirmos conselhos sobre como se comportar na Índia. Sempre lemos coisas do gênero: "o que fazer e o que não fazer na Índia", "coma com a mão direita", "não use roupas decotadas", "não beije em público" etc.
Vemos listas e mais listas de boas maneiras. 

Mas e quando é o contrário? E quando o indiano vem para o Brasil? Você já parou para pensar que estrangeiro também precisa de dicas para viver no Brasil de maneira harmoniosa sem enfrentar grandes problemas? Nosso país também tem particularidades negativas e positivas que fogem da realidade de outros países. 

Não sei como é o estilo de vida nos outros Estados do Brasil, mas aqui em São Paulo, o manual básico de sobrevivência foi esse:

 Cuidado com "favores". Não aceite encomendas de conhecidos, para entregar coisas a alguém como pacotes e presentes. Você não sabe o que tem dentro.

Só use o celular em locais seguros;

Brasileiro não gosta de dizer o valor do salário, para o indiano é muito normal esse tipo de pergunta, mas aqui ninguém gosta. Muitas vezes a esposa brasileira nem sabe quanto o marido ganha, quem dirá um estranho? Por isso não pergunte o valor do salário das pessoas. 

Nem todas as famílias brasileiras são iguais. Tem família que é conservadora, tem família que pai xinga filho e filho xinga pai, tem família religiosa, tem família que não é. Resumindo, cada família é de um jeito.

Dependendo da companhia e do lugar, o comportamento e o vocabulário mudam. 

Cuidado com comidas de rua, nem tudo é fresquinho e limpo.

A maioria dos brasileiros não  respeitaa horários, compromissos e prazos.
Muitos se atrasam em encontros e desmarcam  com facilidade. Falam que vão ligar e não ligam. A culpa é sempre do trânsito e da correria.

 Cuidado com mulheres que se aproximam para conversar enquanto estiver em bar com algum amigo, elas podem colocar alguma droga em sua bebida que aqui chamamos de "boa noite Cinderela". Você não sabe se tem alguém com ela esperando por uma vítima. Um estrangeiro é alvo fácil. Depois você acorda sem carteira e sem nada. Homens também são vítimas. 

Mesmo sendo casado, tem mulher que acha que estrangeiro é rico e tenta se envolver com ele. Aqui no Brasil existe exame de DNA e pensão, então já sabe... 

Nem todo mundo que te pede dinheiro emprestado vai devolver, até mesmo quantias pequenas. Aquela frase "faça sem esperar nada em troca" faz muito sentido. 

Evite opinar sobre time de futebol, aqui no Brasil as pessoas partem para a violência por causa disso.

 Não aceite caronas de desconhecidos. 

Evite falar mal do Brasil. Brasileiro fala mal do país o tempo todo. Fala mal de tudo, mas não aceita que um estrangeiro faça o mesmo. Acho que os brasileiros são os que mais reclamam do próprio país. Se orgulham quando um estrangeiro diz que gosta do Brasil mas se ofendem quando o estrangeiro diz que não gosta. Não importa se o gringo vive aqui há mais de 20 anos ou tenha se naturalizado. A amizade acaba na mesma hora.
Quando for questionado de um jeito informal é melhor responder com uma visão positiva e todo mundo fica feliz. Dê sua opinião de forma reservada, isso não é se anular, mas é inteligente dividir suas críticas com aqueles que  poderão fazer algo por elas. 

A melhor coisa é ser diplomático  para manter o bom relacionamento.



Por hoje é isso, pessoal!

Abraços



2 comentários:

  1. Oi Star!

    Adorei o post, estava procurando por algo assim. Já passei por algumas saias justas com meu noivo aqui (que mesmo morando no Canadá ainda mantem muitos costumes feios da Índia.) a última que mais me causou confusão foi ele dizer em uma chamada de vídeo com a minha família que minha mãe estava gorda! kkkkk Eu ri horrores, até mesmo porquê sei o quanto Indiano fala sobres esses "tabus" de forma natural como falar do clima, mas a minha mãe ficou bem chateada e o noivo não conseguiu entender porquê ela fechou a cara! hahaha Estou aqui montando um manualzinho para ele, quem sabe melhora, não é? :D

    Beijos&Abraços,
    Leticya.

    ResponderExcluir
  2. Oi Star, muito bom! Nem sempre pensamos na situação contrária né? Adorei!!! Bjs

    ResponderExcluir