Café com Chai

Observações de uma brasileira sobre a cultura indiana.

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Feliz 2016!!

Desejo a todos um ano novo maravilhoso, que tenham suas metas alcançadas e planos concretizados. Muita saúde, felicidade e prosperidade.
São os desejos do fundo do meu coração  a todos vocês!

Abraços!

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Será que eles sabem amarrar um sari?

Rapazes indianos fizeram uma brincadeira e mostraram suas habilidades ao vestir sari!

Abraços!!

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

domingo, 27 de dezembro de 2015

Eu e meus pensamentos..

Várias vezes me peguei pensando: na Índia exitem templos, palácios grandiosos e também aqueles esquecidos em ruínas mas o que me impressiona é: se fosse no Brasil já estariam cheios de drogados, muros rabiscados por pichadores e coisas muito piores. Ou já teriam sido demolidos para construírem prédios com apartamentos minúsculos ou salas comerciais como já fizeram com nossa história do centro de São Paulo.


























Pois é...

Abraços




domingo, 20 de dezembro de 2015

Muitos fatos sobre mim

Já faz um tempo que o blog existe e algumas pessoas o seguem desde o começo (muito obrigada!) e com o tempo é normal aumentar a curiosidade sobre quem vos escreve! As pessoas querem saber o que faço além do blog, sobre meus gostos e personalidade. Já me disseram "Star, me sinto tão íntima, já acompanho o blog há algum tempo, fale um pouco sobre você..." etc então vamos lá!


Tenho 32 anos de idade, me casei aos 27 anos quando meu marido veio ao Brasil depois de 3 anos de relacionamento virtual.

Adoro comida temperada, apimentada, adoro explorar o paladar. Acho que por isso me adaptei tão bem à culinária indiana. Gosto de doces, mas prefiro os salgados. Não sei cozinhar muita coisa mas aprendi a fazer comida indiana, e hoje me viro bem na cozinha. Gosto muito de chai. 
Algumas coisas que aprendi fazer de acordo com receita punjabi graças ao Youtube: 
Roti/ Chapati
Daal
Lemon Chicken
Aloo Paratha
Palak Paneer
Aloo Tikki
Bhindi Masala
Subzi
Rajma Punjabi
Chole 
Chicken Tikka Masala

A comida indiana que mais gosto é lemon chicken.

Gosto de perfumes e passaria horas falando disso.  Gosto dos florais, mas minhas principais essências são ambar e sândalo. Já gostei muito de perfumes com baunilha mas enjoei. Hoje prefiro os perfumes marcantes e acho que o perfume fala muito sobre a pessoa, os que eu mais uso são:

Sou apaixonada por tudo  o que é artesanal da Índia e do Oriente Médio. Adoro os brilhos e bordados típicos.


Não consigo chorar escondido, acho que por isso não guardo mágoas. 

Uma coisa que me irrita é gente que fala devagar ou rápido demais.  Também me irrito com aquelas pessoas que andam no meio da calçada e não deixam quem tem pressa passar, pior ainda quando elas andam na sua frente e param do nada. 

Gosto muito de roupas indianas, sempre que posso visto minha roupa punjabi, em visuais mais casuais gosto de usar bindi. Hoje em dia só uso Henna nos cabelos, deixei de ser loira e prefiro o cabelo natural sem chapinha. Já fui escrava da chapinha mas isso não me pertence mais! 

Gosto de ler romances do Oriente Médio e Índia, acredito em discos voadores, seres de outro mundo, acredito em  reencarnação, Chakras e  Karma.

Amo animais, gato, cachorro, coelho, elefante, girafa.. acho que nenhum escapa. Amo absurdamente, já tive muitos gatos, coelhos, já tive 4 cachorras todas adotadas. Quando ficaram velhinhas e morreram eu adotei 1, e depois mais 1..e mais 1. Hoje só restaram 2.  Estão todos no meu coração e agradeço o amor e carinho que me deram. Não sei como tem gente que diz que animal é coisa, criatura. Para mim os animais são obras de Deus e Ele não faz coisas pequenas, não faz "coisas" e nem "criaturas" porque tudo o que Ele faz é grandioso, magnificente, pleno.

Meu sonho era ser veterinária, mas acabei mudando de ideia porque me derreto toda e não aguento ver nenhum animal sofrer. Escolhi uma área totalmente diferente, fiz Direito e hoje sou advogada. 

Adoro praia, piscina e natureza. Gosto de cinema, gosto de ficar em casa, e prefiro barzinhos e lugares calmos para sair. 

Gosto de música clássica, eletrônica, indiana, árabe, romena, sou fã de algumas bandas coreanas.
Meu sonho é aprender dança do ventre mas não tenho a mesma disposição que tinha alguns anos atrás.

Estudei no Colégio Adventista de Vila Galvão, foi o melhor colégio da minha vida.

Sigo o Sikhismo mas não deixei de ser Cristã, não nego Jesus e tudo o que aprendi através da Bíblia antes do Sikhismo entrar na minha vida. 

Não faço vídeos para não misturar a imagem do trabalho com o blog (um leitor entenderia e saberia separar uma coisa da outra mas um cliente não) pois uma opinião e uma palavra mal interpretada pode refletir na imagem profissional.

Sou romântica, gosto de flores e chocolates. Sou amante à moda antiga. Gosto de poesias.

Comecei o blog no intuito de dividir minha experiência, escrever sobre relacionamento virtual, curiosidades sobre a cultura indiana, sikhismo, moda etc.

Espero que tenham gostado de me conhecer melhor!

Abraços!




sábado, 19 de dezembro de 2015

Atrizes Indianas e suas Bolsas de Luxo

Quem acompanha os filmes de Bollywood já sabe, os atores indianos são os que ditam a moda na Índia, mostram aos indianos o que é tendência no mundo ocidental e mexem com a cabeça e com os sonhos de consumo de muita gente.

Kareena Kapoor com sua YSL

Chanel

Shilpa Shetty tem uma vasta coleção de bolsas de luxo, nesta foto, com o marido em um braço e uma Hermes no outro.

Dior


Jimmi Choo


Karisma Kapoor de Chanel


Aishwarya Rai Banchan de Gucci


 Sonakshi Sinha carrega sua Louis Vuitton num look casual 

Gul Panag com sua Louis Vuitton personalizada

Sonam Kapoor com sua bolsa Gucci

Esha Gupta com Michael Kors

Katrina Kaif com sua Balenciaga


Abraços!!

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Dicas para não cair em golpes virtuais

Hoje quero falar um pouco sobre amor virtual de brasileiras com homens do Oriente porque é a cultura mais misteriosa e que ao mesmo tempo aguça a curiosidade da mulher ocidental. 

Gente, eu comecei o blog para dividir minha experiência, a diferença cultural enorme, as curiosidades sobre a Índia mas de maneira alguma abri o blog com a intenção de incentivar e estimular os romances virtuais. Eu sempre alertei sobre os perigos, sempre me dispus a conversar pelo blog ou pelo e-mail, aconselhar da melhor forma possível. Sempre dei inúmeras dicas, só clicar o marcador ao lado as palavras "cultura" e "relacionamento ". Gente, casamento com pessoa de outra cultura não é brincadeira e romance virtual também.

Quantas vezes já ouviram por aí:
 não envie dinheiro
Não envie fotos sensuais
Não case por procuração
Não se relacione com pessoas que tenham diferença de idade muito grande como mulheres maduras com homens muito jovens
Não não não...

Eu sempre falei que se a pessoa pedir dinheiro, fotos picantes, assuntos eróticos é para você CAIR FORA. 
Pelo amor de Deus, se fosse um brasileiro te pedindo dinheiro para comprar um celular novo você daria o maior fora nele, então porque com o namorado virtual de outro país você acredita? Cai no golpe, fica toda apaixonada e depois sai falando aos ventos que ninguém presta. Se a pessoa for cautelosa não vai cair em golpe. Se você não sabe onde fica a Índia, o Paquistão, Afeganistão, Turquia, Egito etc Nao vá para lá! 

Eu não gosto de falar sobre mim nem comparar, até porque somos um casal comum mas durante nosso relacionamento virtual pude aprender muitas coisas. Eu não sabia sobre a cultura punjabi então pesquisei e li o máximo que pude. Não fiquei vivendo só de amor. Fui atrás de informações, costumes, estilos de vida e mesmo assim o choque foi grande. 

Quando eu falo que homem de verdade NÃO pede e nem aceita dinheiro de mulher é porque já vivenciei isso. Quando eu namorava meu esposo virtualmente, algumas coisas aconteceram que me deixaram de experiência, quem sabe contando um pouco da minha história como exemplo algumas pessoas consigam entender: uma vez ele disse que precisava comprar um Shampoo Absolut Repair da Loreal e que esse shampoo era um pouco caro e no momento ele não podia comprar. Eu ofereci enviar dinheiro para ele poder comprar e a resposta foi "eu não preciso do seu dinheiro, quando tiver eu compro" e ele se sentiu tão ofendido que nunca mais repeti o erro.

Quando ele me pediu para abrir a câmera pela primeira vez para ver meu rosto eu já avisei que se ele pedisse alguma coisa vulgar nunca mais eu falaria com ele. E funcionou, em 3 anos de namoro virtual ele nunca pediu foto nem nada vulgar. Ele veio para o Brasil e essa história de dote com brasileira é mentira! Tem gente que fala que indiano só casa com dote, mas não foi assim. Eu ganhei meu enxoval e não paguei por isso. Então não pensem que eu faço uma coisa e escrevo outra. Eu não escrevo mentiras, nunca enviei dinheiro para a Índia, nunca me pediram dote, nunca enviei presentes caros, tudo o que eu enviei foi escolha minha como camiseta, carta..e presentes que recebi pelo correio foram aqueles permitidos pelo correio indiano. Uma vez, meu esposo tinha comprado uma correntinha de bijuteria e não deixaram ele enviar no pacote, ou seja, não acredite em histórias de que ele vai te enviar joias pelo correio e você precisa pagar por isso. O correio não deixa. Que indiano seria louco de enviar joias verdadeiras pelo correio????? Indiano adora joias e ouro, como correria o risco de um extravio e perder tudo? Se o Correio de lá não permite bijuterias, imagine joias!

Eu só falo aquilo que eu acho que seja o mais apropriado, ou seja, não enviar dinheiro em hipótese alguma, não acreditar em história de dote e nem de enxoval, não enviar fotos sensuais. Eu não preciso ficar aqui provando para ninguém contando detalhes mas  até brasileiro vai sumir se você enviar dinheiro sem nunca o ter encontrado antes.

Se você já caiu em algum golpe ou pensa estar entrando em algum não deixe de dividir sua opinião e contar sua história. As mulheres precisam deixar a vergonha de lado e se unirem mais. 

Se você seguir esses passos dificilmente alguém se aproveitará de você. 



quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Casamento arranjado - Primeiro Encontro

Casal conta como foi o encontro antes do casamento que já estava arranjado pelas famílias.

Descrição do vídeo:

"Eles têm uma história muito original e bonita em como eles se encontraram pela primeira vez! O primeiro encontro foi simples e divertido. Não é como o costume, onde, você leva a garota para um bom jantar, assistir um filme ou um lugar bonito para o café ...  Prakash,  a levou para dar uma volta no carro e imediatamente trouxe para jogar um jogo de bilhar e boliche!

Dr Divaneya partilhou connosco a história de como ela estava tão nervosa para esta primeira reunião. Mas, Prakash  era tão casual e totalmente o oposto. Isso foi exatamente como Divaneya sentiu que Prakash foi tão pé no chão e diferente.

Ambos Prakash e Divaneya casaram no dia 25 de maio de 2013, no centro de Shah Alam Convenção em uma grande cerimônia e teve uma recepção no dia 1º. Junho, em um hotel de 5 estrelas em Kuala Lumpur."


Mais um vídeo de noivos se encontrando pela primeira vez. Esse aqui foi diferente, a família toda estava junto.



Você deve se perguntar, o que os casais conversam nos encontros?



Abraços

Como as mães reagem quando o filho se apaixona!

A mãe começa a conversar sobre arrumar uma esposa para o filho, e no meio da conversa ele diz que encontrou uma moça e está apaixonado. Vale para os indianos, árabes, paquistaneses e afins!!


O filme Angrej estreou em julho de 2015 - Trailer Oficial


Abraços!

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Voltei de férias

Olá pessoal, há dias que não passo por aqui. Eu estava de férias e fiquei sem usar internet e celular todo esse tempo. Não diferente da maioria dos brasileiros, tivemos um ano estressante, e assim que surgiu a oportunidade fomos conhecer um pedacinho do maravilhoso nordeste brasileiro (Maceió - AL). 

Pela primeira vez vi um mar tão lindo, verde, turquesa..uma cor que só a natureza faz e só Deus sabe o nome pois nunca vi cor igual. 

Foi preciso tirar férias da loucura de São Paulo. 
A simplicidade e a beleza daquele lugar me conquistou. Fui atrás das comidas típicas, me acabei com feijão tropeiro, suco de seriguela, sorvete de rapadura, carne de sol, tapioca...ôoo coisa boa. E o sotaque, gente, que delícia de ouvir! 

Então, hoje o post foi curtinho só para avisar que estou de volta e a razão do sumiço.

Beijos!!


quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Evolução da Beleza Indiana - Moda

 Como cabelo, maquiagem e sari mudaram em 100 anos.



Sul da Índia

Evolução do Sari


Vou colocar aqui as outras que também achei  interessantes.

Beleza do Irã

Beleza Árabe

Brasileira


Abraços!!

domingo, 29 de novembro de 2015

"A Culpada é a Mulher"

Se tem uma coisa que estou cansada de ver é mulher machista. Não sou feminista e nem me ligo a isso mas desde que comecei o blog venho observando o comportamento de muitas mulheres quando o assunto envolve relacionamentos. Algo natural que não passa despercebido. Mulheres sempre são criticadas por...outras mulheres. 

 Salientamos a todo momento as dificuldades que uma mulher indiana, árabe, paquistanesa etc tem para fazer suas próprias escolhas, como escolher um marido, escolher onde ir, o que vestir, até mesmo escolher se deve falar ou não e nós brasileiras adoramos enfatizar nossos privilégios. É justamente isso que me incomoda porque na hora que uma brasileira que sai do Brasil e sofre na mão da família do marido, se divorcia ou passa por algum relacionamento traumático, as primeiras coisas que ela escuta ou lê de outras brasileiras são críticas de que ela é burra, idiota, tinha que se dar mal porque acreditou que seria feliz. Não estou falando de passar a mão na cabeça, mas por que nunca vemos algo como "levanta e sacode a poeira.." ou "bola pra frente" ou "procure essa ong ou ligue esse telefone.." qualquer coisa que não a desmoralize nem a envergonhe?

Há alguns anos, eu seguia o blog de uma australiana casada com um indiano, parecia a família mais perfeita do mundo. De repente ela escreveu que havia se divorciado (o que foi um choque para todos os leitores) e desde então ela passou a escrever o quanto foi difícil superar essa fase, assumir o problema, tinha criança envolvida e ainda precisou lidar com reprovações pois as pessoas enxergavam a situação como se ela não tivesse sido forte o suficiente e lamentavam por ser "fracassada".

Sim, muitas vezes avisamos, aconselhamos e quando a pessoa enfia o pé pelas mãos não dá para negar o inconformismo e é claro que dizemos "está vendo, eu avisei!!" ou "falta de aviso não foi!". Às vezes a gente acha graça, faz uma brincadeira, leva no espírito esportivo, tenta abrir os olhos, da uma opinião sobre o assunto, mas chegar ao extremo de chamar uma pessoa de fracassada porque o casamento não deu certo ou de burra porque está num relacionamento abusivo passa a ter caráter inquisitório. Vejo pessoas que abrem suas vidas, contam seus problemas mais íntimos na internet,  e logo abaixo vemos dezenas de comentários pejorativos, humilhantes que denigrem a moral da pessoa e 98% desses comentários são de outras mulheres. Recentemente vi casos de pessoas chamando a outra de maluca e recomendando psiquiatras. 

Me lembro de que logo quando a minha curiosidade sobre a Índia aumentou, passei a pesquisar na internet  e me deparei com um blog antigo que na época foi muito bom, quebrou paradigmas mas de repente a pessoa passou a deixar insultos destinados aos leitores do sexo feminino. Os textos terminavam com "suas burras hahahah" é claro que perdeu a credibilidade para mim e fiquei totalmente desinteressada em continuar acompanhando pois como uma pessoa inteligente, instruída chama as leitoras de burras? O que eu fazia lá então? Estava adquirindo conhecimento ou perdendo meu tempo sendo insultada? 

Porque mulheres divorciadas tiveram um casamento "fracassado" e os homens não? Uma mulher que gosta de carro é "Maria Gasolina" , a mulher que trabalha em meio a muitos homens é desleal.

Ouvimos também a mesma coisa que ouviríamos séculos atrás que a "mulher sábia" mantém o casamento e é o "pilar da casa" (A mulher sábia edifica a sua casa,mas com as próprias mãos a insensata derruba a sua. Provérbios 14:1) leia aqui também  Mulher de Deus Que Transforma Casa em Lar mas por que as pessoas não citam os deveres do marido?

Leia aqui Deveres do Marido




E quanto ao homem? Será que é por isso que até hoje colocamos toda a responsabilidade na mulher? Ela que deve ser inteligente o suficiente e não cair em armadilhas do coração, ela deve ser sábia o suficiente para manter um relacionamento a vida inteira. Ela que não foi uma boa dona de casa e esposa. Ela que foi burra por acreditar nas palavras doces de um homem. Ela que foi tola porque teve anseio por uma vida melhor.

Não estou justificando, mas façam uma autoanálise, será que mudamos? Será que nós mulheres fazemos nossa parte? Realmente conseguimos nosso espaço e temos voz? Além de vóz, nos sabemos escutar a outra sem julgar? Um homem divorciado é chamado de fracassado da mesma forma que a mulher é chamada?  O erro cometido pela mulher é visto da mesma forma que o erro cometido pelo homem? Por que a mulher desiludida vira alvo de piada de outras mulheres por que achou que com ela seria diferente?  Por que a mulher é sempre julgada e criticada por outras mulheres nas redes sociais?

Vemos pouquíssimas mulheres alertando na internet com seriedade sobre os riscos de se aventurar com outras culturas. É um trabalho fantástico, em contrapartida, a massa que acompanha deixa dezenas de comentários humilhando até mesmo quem tenta alertar.

Cobram a responsabilidade das mulheres e deixam os homens em sua zona de conforto. Será que na nossa sociedade o machismo vem somente dos homens? Dessas mulheres que insultam as outras não vejo nenhuma informação útil.

Vamos criticar menos e ajudar mais. 


Abraços 





sábado, 21 de novembro de 2015

Como foi nosso Diwali no Brasil

Olá pessoal, tudo bem?

Reclamei há alguns dias atrás que não existe Diwali no Brasil, mas eu encontrei um lugar! Vi na parede de um restaurante vegetariano essa propaganda, na hora mostrei  para o esposo:



Ele não se animou muito porque para ele o Diwali é festa, música punjabi, dança e fogos de artifício e ele sabia que a comunidade hindu aqui no Brasil é mais "zen" , aquela coisa de espiritualidade, tudo muito calmo para os moldes de um indiano punjabi. Mesmo assim ele foi, disse que ia por mim afinal eu tinha curiosidade mas já deixou claro que não fazia a mínima questão de ir.

Quando chegou a noite de sábado, vesti meu conjunto punjabi que costumo usar em festas, fiquei com receio de estar exagerada cheia de brilho, mas chegando lá me senti super a vontade, vi muitas mulheres vestindo sari e a ideia que achei o máximo foi o "Armário da Lakhsmi" onde mulheres que gostariam de vestir um sari poderiam alugar um. Além disso teve maquiagem indiana e vi uma mulher fazendo henna nas mãos. 

Claro que não teve fogos de artifício porque o lugar não comportava isso, foi na Associação Beneficente Naniwa Kai mas improvisaram luzinhas. O lugar foi bom, mas acho que faltou um ar condicionado ou pelo número de pessoas poderia ser um salão mais amplo porque essa época do ano costuma ser bem quente.

 No início teve um coquetel com sucos, samosas e chutney. 
 Às 20 horas o ritual foi iniciado com mantras, uma peça teatral explicando o Diwali, dança e pooja, que é a oração para a deusa e mantras para Ganesha. Uma indiana realizou a cerimônia e explicou todos todas as etapas. Borrifaram água de rosas por todo o salão, nos deram luzes que simbolizavam as velas do Diwali e fizemos a oração.

Depois nos deram pétalas de flores para oferecer à deusa da prosperidade.

Ao final o jantar foi servido, exatamente como servido nos templos mas nesse caso deram a opção de comer à moda indiana que é sentado no chão, sem talheres e a comida é servida na folha de bananeira ou à moda ocidental que é na mesa com garfo e faca. Meu esposo não quis comer no chão e eu também preferi jantar na mesa porque o salão estava muito cheio então seria mais cômodo. Não achei barato para participar mas me surpreendi com o jantar, foi farto, as pessoas passavam de mesa em mesa nos servindo com boa vontade e um sorriso. Nada foi limitado, as pessoas podiam repetir quantas vezes quisessem que eles serviam de mesa em mesa e sempre muito bem servido, arroz com passas e nozes, grão-de-bico, paneer, roti (pão indiano), raita(salada de iogurte), sucos,  de sobremesa teve arroz doce indiano e por último o chai.  

Valeu a pena, foi muito agradável, foi muito bonito, o ritual foi levado a sério, as pessoas simpáticas e o esposo que no início não estava a fim de ir acabou gostando de tudo! Ele comeu paneer até não aguentar mais! A comida estava tão boa que esqueci de tirar foto.

Por isso eu quis dividir essa experiência com vocês porque coisa boa a gente também precisa contar mas já adianto que é para quem gosta da cultura indiana e hinduísmo, mantras, rituais hindus, porque costuma demorar um pouco antes de o jantar ser servido e o cardápio é lacto-vegetariano, não há bebida alcoólica e o principal da festa é o ritual para a deusa. 

Se você se identifica vale a pena a experiência. Em 2016 o Diwali no calendário hindu será 30 de outubro!

Beijos!  

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Minhas Gurus (de beleza) Indianas Favoritas

Eu acompanho bastante gurus indianas, adoro as dicas de makes, roupas e acessórios.




Shruti Arjun Anand

SuperPrincessjo

KeepingUpWithMona


 Farah Dhukai - Filha de africanos, mas se identifica muito com a cultura indiana então a coloquei no rol de blogueiras indianas.


Abraços!!!

"Na Índia só existe sari!"

Mentira. Essa é a frase que mais ouço e leio: na Índia só existe sari, não existem roupas ocidentais como aqui no Brasil. 

 Engana-se quem pensa que indiano não gosta de marcas internacionais e não sabe o que se passa no mundo da moda. Outro dia li num blog uma pessoa que ouviu dizer que na Índia não tem como lavar roupas e que elas são "descartáveis". Bom..tudo vai depender do seu poder aquisitivo! 

Esqueça o que você vê na TV de pessoas oprimidas e atrasadas arrastando lenços amarrados ao corpo. Existem também as pessoas que se divertem, jovens que levam uma vida normal, e o público que pode ostentar. Existem lojas boas de maquiagens e roupas para todos os gostos e bolsos. Quando eu falo que tenho blusa de alcinha, vestidinho da Índia ou quando explico que lá também existem marcas internacionais muita gente não acredita.  
 Tire as conclusões com seus próprios olhos:











Abraços!!



terça-feira, 10 de novembro de 2015

Meus canais preferidos de comida indiana

Sabe como eu aprendi a fazer comida indiana?
Youtube!!

Sim, no começo foi difícil, eu não entendia muito o nome dos principais ingredientes mas depois que fui me familiarizando tudo ficou mais simples. Aqui em casa temos os nossos chefes preferidos:

Chefharpalsingh Receitas maravilhosas 

Acho ela muito meiga e as receitas tem legendas em inglês para ajudar


VanChef: Gosto dele porque enquanto passa a receita ele realmente ensina e dá várias dicas. Além de passar a receita ele dá uma pequena aula.


Manjula's Kitchen - Comidas com jeito de vó, mas se não me engano as receitas da Manjula nunca vão cebola e alho 


Tarla Dalal

Indiana que adora cozinhar para a família mas não abre mão de receitas práticas

Abraços!!

Happy Diwali/ Deepavali!

Olá pessoal, oficialmente o Diwali 2015 será amanhã dia 11 de novembro!

Para aqueles que celebram o Diwali em seus corações desejo tudo de bom, sucesso, luz e prosperidade!!

Agora vou pra faxina porque a deusa Lakshmi visita a casa das pessoas nesse dia então é bom que tudo esteja em ordem porque de acordo com a mitologia hindu ela só visita as casas limpas. Pra você ter uma ideia de como a faxina é levada a sério algumas pessoas pintam até as casas.


http://www.boldsky.com/home-n-garden/improvement/2012/ease-diwali-house-cleaning-tips-031438.html

..http://www.diwali2015.org.in/2015/08/diwali-house-cleaning-home-finishing.html

http://www.dnaindia.com/blogs/post-cleaning-your-house-for-diwali-2024840






 Abraços!!!

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Não tem Festival das Luzes no Brasil


A festa das luzes está próxima, a Índia está se preparando para celebrar o Diwali , nas redes sociais só se fala nisso, indianas que moram nos States e outros países colocam fotos das roupas, maquiagens, a cidade toda iluminada. As gringas casadas com indianos também só falam nisso, vestem suas melhores roupas, comem, dançam... e eu aqui procurando algum lugar em São Paulo que comemore o Diwali.

Eu gostaria muito de poder celebrar o Diwali aqui na minha cidade, mas ninguém fala sobre isso, ninguém sabe nada sobre isso. Um lugar ou outro até tenta celebrar o Diwali mas ainda assim é difícil encontrar.

Não poder celebrar o Diwali é como passar o Natal e Ano Novo em branco.

Poxa até o Obama festeja o Diwali e declara feriado!






Veja como o Diwali é celebrado fora da Índia:


Londres

Sydney Opera House celebra o Diwali








Abraços!!