Café com Chai

Observações de uma brasileira sobre a cultura indiana.

domingo, 22 de julho de 2012

Não é fácil..

Morar no Brasil não é mole não. Hoje o número de casamentos com rapazes do oriente cresceu muito, e com isso muita discussão a respeito do que é melhor: largar tudo, deixar pra trás nossas raízes, nossa cultura, família e viver na terra do marido, ou ele largar tudo, cultura, pai, mãe, casa e emprego para viver no Brasil??

Quando estamos apaixonados sabemos que as coisas não são fáceis, principalmente quando se fala na vida de duas pessoas. Mas tudo parece ser mais brando, as dificuldades não são um fardo, pois a esperança move tudo à nossa volta. Ela é a gasolina da nossa vida, pois enquanto temos ela, temos tudo. Isso acontece pois os nossos pensamentos estão focados em uma única coisa: vencer a distância e realizar o sonho de estar com quem ama.

Mas e depois que a distância é quebrada e atingimos nosso principal objetivo com a sensação de que vencemos uma guerra? Vem a chuva de pensamentos: "como vamos fazer agora?". O Brasil tem um sério problema. Pouca gente (quase ninguém)  fala inglês. Quem vem de fora não tem oportunidade de arrumar emprego. Tem que fazer mímica pra comprar um pão, e se tiver uma dor de barriga não consegue nem comprar um remedinho na farmácia. É vergonhoso. E ainda tem gente que fala que não é obrigado a saber inglês! Santa ignorância! O governo proíbe anúncios em inglês para evitar "confusão". Então por que é grade curricular nas escolas? Não dá pra negar, o inglês é necessário no mundo dos negócios.

Aprender português não é tão fácil. Leva tempo. Enquanto isso o estresse vai aumentando, as cobranças vão aumentando, a frustração vai aumentando, pois não é nada fácil para um homem ter que depender dos outros. Se nós somos independentes, o que dirá de um homem o qual a cultura prevalece que ele é e sempre será o chefe da casa? Que ele é o mantenedor da esposa e filhos?  As pessoas vão perguntar sorridente de onde é  e tal..aí vem a hora da última lança: "o que você faz aqui? no que trabalha?".

Mas dar emprego ninguém quer. Imagine essa situação por meses e se depender, até por anos. Se para nós brasileiros o emprego é difícil imagine para uma pessoa que vem de fora e "sem estudo", pois na maioria das vezes os diplomas não são reconhecidos  aqui. É mais uma dificuldade para provar escolaridade. Aqui no Brasil, se não tiver "contatos" voce não consegue nada. É  a realidade. É muito difícil crescer numa empresa. Voce ganha hoje para pagar as contas amanhã e não sobra nada para o lazer, uma viagem...aí  voce começa a pensar no futuro dos seus filhos e vê que o buraco é mais embaixo.

Não vou nem falar da violência do país....

Não tenho a intenção de ser pessimista mas apenas desabafo a realidade. É claro que oportunidades aparecem e são para todos, mas para a maioria o caminho é longo e tem que ralar muito pra conseguir se estabilizar aqui.

Vejo indianos que foram para a América do Norte e Europa tiveram oportunidades, trabalharam muito, fizeram bicos e cresceram rápido, compraram casa, carro, voltaram pra India casaram-se lá e trouxeram a esposa depois. Já aqui, além de ter que aprender a caçarola do português, se conseguir alguma coisa é  pra fazer "bico" e se não tiver uma sorte grande ou algum contato vai fazer bico a vida inteira ganhando menos que um salário mínimo.

Aqui tivemos que correr atrás de tudo  pra fazer contatos. Muita gente parece viver bem, com um super emprego ou negócio, mas pergunte se no começo foi fácil. A parte da ralação, de trabalhar igual peão ninguém fala. Temos o impulso de mostrar na internet o que é bom, o que é legal, principalmente quando falamos de nós mesmos. Isso dá status. Mas não tenho vergonha de dizer que foi dificultoso. Não foi um conto de fadas na hora de arrumar emprego. Casamento é isso. É  lutar juntos. E não só dizer amor pra cá e amor pra lá.

Imagino como deve ser difícil deixar a família pra viver fora.  Mas não tem felicidade maior pra uma família saber que a filha está bem e feliz do que vê-la no Brasil passando dificuldades.

Então pensem muito bem antes de trazer o marido com mala e cuia pra cá pois não é samba e futebol que os esperam aqui e sim muitas responsabilidades e paciência de se começar tudo do ZERO.


Acima de tudo Deus está no comando. E que o amor seja sempre a maior virtude.







 






3 comentários:

  1. Estou na mesma, faço das suas palavras as minhas. Tá muito foda arranjar emprego para meu marido. Como foi que vocês conseguiram?

    ResponderExcluir
  2. Ah, e quanto tempo demorou?

    ResponderExcluir
  3. de onde seu marido é? me manda um e-mail cafecomchai@hotmail.com

    ResponderExcluir