Café com Chai

Observações de uma brasileira sobre a cultura indiana.

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Meu jejum - Karwa Chauth

Karva Chauth é uma antiga tradição indiana, onde mulheres casadas fazem 1 dia de jejum (sem comer e sem beber água)  para garantir vida longa aos seus maridos. É um festival hindu um tanto polêmico entre as indianas mais feministas (é possível ler algumas manifestações de indianas na internet) porque só a mulher faz jejum e o homem não. Não é obrigatório, isso é da escolha da pessoa, tem mulheres que optam por não jejuar, mas acredito que muitas mulheres na Índia fazem o jejum porque são cobradas pela sociedade. 




Dessa vez estou jejuando. O único jejum que fiz em minha vida foi para exame de sangue hehe não me lembro se fiz isso por alguma outra razão.
O ano passado eu esqueci do karwa Chauth porque aqui no Brasil as pessoas não comemoram, como a comunidade indiana é muito pequena, a data passou despercebida. Acho que só nos lembramos um dia depois.


Dessa vez eu resolvi consultar o calendário cuidadosamente e disse ao marido que dessa vez vou jejuar. Como alguns já sabem, marido é indiano sikh mas como todo indiano ele tem uma forte influência hindu então os festivais hindus são celebrados na família dele.
Ele me disse que o sikhismo não é a favor do jejum, então me deixou à vontade para fazê-lo ou não.

Pois é, resolvi fazer mas não está fácil não, ainda mais com esse calor que está fazendo aqui em SP.

Vamos ver se aguento.

Ainda bem que é só por um dia, acho que se fosse por vários dias como em outras religiões eu ia enlouquecer, pelo menos pra mim não é fácil, estou sentindo o cheiro de qualquer comida, a comida da vizinha, o cheiro de café, estou faminta, é uma sensação totalmente diferente porque eu vejo a comida na minha frente e não posso comer.

Essa fome é diferente da fome que eu sinto normalmente quando passa da hora do almoço e mato essa fome com qualquer coisa como uma fruta, iogurte ou uma própria refeição. Mas dessa vez não posso aliviar essa fome com nada. Imagino o que passa uma pessoa que sente fome todos os dias e vê os outros comendo através das vidraças das lanchonetes e restaurantes, imagino o que essas pessoas sentem ao passar em frente a uma padaria, sentem o cheiro do pão e não podem comer.

Não é fácil, mas estou aprendendo que jejuar é bom para dar valor à comida, à vida, gratidão, companheirismo, isso me faz lembrar o sacrifício do marido em trabalhar para colocar comida dentro de casa, essa é minha forma de mostrar minha gratidão espero que um dia ele leia isso (apesar de ele nunca ler o blog) e saiba a real razão para eu celebrar o Karwa Chauth.



Karwa Chauth na Índia

As mulheres fazem jejum do nascer ao pôr-do-sol,  vestem roupas novas ou as roupas (principalmente de cor vermelha ou pink) e jóias que usaram no dia do casamento,  e só quebram o jejum quando a lua aparece e o marido oferece água e comida à esposa.

A lua desempenha um papel muito importante, pois o jejum só pode ser quebrado se ela aparecer, ou seja, nada de nuvens... as mulheres se reúnem, vão até o terraço da casa para ver a lua ... é muito comum as crianças correrem para o terraço e trazerem a notícia que a lua surgiu, a lua aparece muito grande criando um cenário encantador ...

A antiga tradição de desenhos de henna na mão forma uma parte bonita de Karwa Chauth. Há um simbolismo de boas-vindas aos deuses e deusas nos desenhos do mehendi ... os desenhos são ilimitados e cada um é único. O mehendi é importante sempre que tem um festival. Ele também é visto como um bom sinal quando uma mulher participa de um ritual com a mão decorada com belos desenhos. 


A crença é que o diya ou uma lâmpada acesa no Karwa Chauth não deve nunca ser apagada, uma vez que é um símbolo de amor eterno. Portanto, quando as mulheres vão para o terraço em busca da lua, elas protegem o pavio de qualquer brisa ...


Pulseiras vermelhas, de preferência de vidro, são um must no Karwa Chauth. Estas, misturadas com as jóias do casamento fazem os acessórios perfeitos para Karwa Chauth

A marca vermelha na divisão do cabelo é o sinal de uma mulher casada, e este ritual para algumas é uma obrigação diária, mas por ocasião do Karwa Chauth todas as mulheres casadas usam essa marca vermelha, mesmo aquelas que não usam diariamente usam no dia especial ...

Finalmente, o mangalsutra, o colar que deverá ser usado em todos os momentos, é certamente um item imprescindível a esposa hindu no Karwa Chauth. Composto por miçangas pretas e ouro, representa o amor sagrado e proteção contra mau-olhado.


Puja ki Thali, é composta por chawal, um mithai, diya e outros itens. Esse é um item essencial de Karwa Chauth. É esta thali (bandeja) que as mulheres casadas oferecem orações para a lua ...

No Punjab, presentes de uma sogra com um conjunto de guloseimas são dados como uma bênção para a nora já que ela está orando por seu filho. Sargi (ਸਰਗੀ)é uma refeição antes do amanhecer que a esposa faz para manter um jejum do amanhecer ao anoitecer. Compreende mathri, mithai, frutas secas e afins ...

Depois do Sargi vem Baya, um presente simbólico que a sogra dá para a nora para marcar a ocasião especial na vida das duas mulheres

O ponto importante do Karwa Chauth, se faz quando a lua é vista..



No Punjab, há uma canção para Karwa Chauth. Quando as mulheres vão para o terraço em grupos e passam seus thalis, elas cantam uma música com sete estrofes, seis delas referentes às coisas que não se deve fazer durante o jejum.

No dia do Karva Chauth, também é importante ouvir a história da rainha Veervati, em cuja vida o festival se baseia. 
Sua história é lida por um religioso para as mulheres casadas que jejuam e se reúnem em grupo. Diz a lenda que Veervati era a única irmã de sete irmãos amorosos. Ela passou seu primeiro Karva Chauth (quarto dia da quinzena escura, também chamada de Krishna Paksh, no mês de Kartik) como uma mulher casada na casa de seus pais. Ela começou um rigoroso jejum depois do nascer do sol, mas à noite ficou com muita fome e não podia esperar para ver a lua, porque só depois de ver a lua que seria possível quebrar o jejum. No entanto, seus irmãos não suportaram ver sua irmã em tal aflição e penduraram um espelho em uma figueira e assim parecia que a lua havia aparecido. Veervati confundiu o espelho com a lua e quebrou o jejum. No momento em que ela quebrou o jejum fora da hora, chegou a notícia de que seu marido tinha morrido. Desolada, ela rezou e rezou pelo seu marido e pedia para trazer de volta a vida dele, assim seu desejo foi realizado e vida foi concedida ...







De acordo com o calendário gregoriano, o mês corresponde a Outubro ou Novembro. O festival ocorre cerca de nove dias antes do festival de Diwali.

... a famosa cena do filme Hindi "Dilwale Dulhaniya Le Jayenge" mostrou o herói com a sua heroína em seu jejum do amor ...

Imagens do Karwa Chauth na Índia

Marido ajuda a esposa atender o celular enquanto ela faz mehendi. (IE photo: Jaipal Singh)

Recém casada mostra suas mãos depois de fazer mehendi (IE Photo: Rana Simranjit Singh)

(IE Photo: Jaipal Singh)

(IE Photo: Jaipal Singh)

(PTI)

(PTI)

Marido segura a bolsa e sandálias da esposa enquanto ela faz mehendi nas mãos e nos pés.(IE Photo: Gurmeet Singh) 

(IE Photo: Gurmeet Singh)

Beijos!!

4 comentários:

  1. Hoje estou fazendo minha primeira Karwa Chauth, casada com hindu, não me exigiu mas eu quis fazer por ele! Até agora as 14:30 tudo bem, só uma leve dor de cabeça, mas imagino que quando a lua chegar vou estar faminta! Mas vale pelo meu marido ❤️��

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Regiane, tudo bem?
      Adorei saber que não estou sozinha no Karwa Chauth! Como você passou o Karwa Chauth? O meu primeiro ano foi bem difícil. E a lua, apareceu? Ano passado a lua não apareceu por aqui, estava nublado mas esse ano ela apareceu. Gostei muito de conhecer uma brasileira que também faz!
      Beijos !!

      Excluir