Café com Chai

Observações de uma brasileira sobre a cultura indiana.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Meu jejum para o marido

Mesmo não vivendo na Índia eu decidi celebrar o Karwa Chauth. Esse é o nome do festival indiano que as esposas jejuam para seus maridos. Não tenho experiência nisso porque nunca celebrei na Índia. Não tinha por perto as mulheres da família para me ajudarem e nenhuma indiana ou amiga casada com indiano para celebrar comigo e explicar tudo nos mínimos detalhes. Fiz o jejum sozinha, acho que se fizesse na companhia de mais mulheres eu me distrairia mais e teria sido mais fácil. Mas só de pensar que naquele mesmo momento muitas esposas estavam fazendo o mesmo pelos seus maridos isso me deu mais força, porque as mulheres que vivem fora da Índia assim como eu também comemoram.

Então fiz assim, levantei bem cedo antes do sol nascer, bebi água e comi amêndoas. Quando o sol nasceu iniciei meu jejum. Fiquei procurando coisas para me distrair, fiquei na internet, assisti TV e passei longe da cozinha. Confesso que ainda não tenho esse controle sobre a fome então para não quebrar meu jejum antes da hora preferi ficar longe da cozinha. Eu deveria ter cozido algo antes do jejum para ter algo para comer na hora que o quebrasse, mas não fiz (vivendo e aprendendo!)

Teve hora que senti a pressão cair então não fiz nenhum esforço ou serviço de casa. Depois de um tempo eu já não sentia mais fome, porém sentia fraqueza. Eu não quebrei o jejum e resisti a tentação porque na história fala que não é de boa sorte iniciar um jejum e quebrá-lo antes da hora.

Nesse dia eu vesti um punjab suit vermelho que ganhei de presente de casamento, pulseiras vermelhas de vidro que minha sogra deu e as jóias que usei no casamento. Eu deveria ter vestido minha roupa do casamento, mas como me casei na igreja, o meu vestido é o tradicional branco então achei que ficaria meio estranho. Eu poderia vestir o punjab suit que usei no casamento civil mas como ele era muito pesado para vestir sozinha, preferi vestir o punjab suit vermelho. Passei meu sandoor em pó e coloquei um bindi.

Quando o marido chegou me ajudou nos preparativos. Ele não sabia direito os detalhes porque na verdade as mulheres que fazem tudo e o marido só participa no final. Ele disse que na Índia enquanto ele era solteiro, o Karwa Chauth era uma "festa" para os rapazes de lá porque nesse dia todas as garotas saem de casa para fazer mehendi, fazer compras, então os rapazes adoram as ruas cheias de mulheres heheh

Ele abriu o youtube..e enquanto o vídeo narrava a história do Karwa Chauth ele traduzia para mim. Depois que ele contou a história eu ouvi as músicas, deu 20:38 exato momento que a lua apareceu aqui, fomos ao terraço com minha bandeja, dupatta, vela, copo com água, um doce indiano e amêndoas.

Ofereci água para a lua, vi a lua através de uma "peneira" e depois com a mesma peneira olhei para ele. Ele então quebrou meu jejum com a água, me deu o doce e as amêndoas. Ao final eu toquei os pés dele para receber a benção. Fomos jantar fora porque nesse dia eu não cozinhei e recebi meu presente. Para mim foi muito lindo, tem uma simbologia incrível. Mesmo não participando na Índia não quis perder a oportunidade, afinal é só uma vez ao ano e acho que isso é importante para ele, afinal ele cresceu na Índia vendo as mulheres fazendo isso para seus maridos. Acho que ele também esperava que um dia sua esposa fizesse o mesmo.


Beijos!

2 comentários:

  1. Muito lindo Star JI :)
    No ano passado quando estava noiva do meu marido celebramos em Londres como sabes e nesse dia fui para o trabalho das 9 as 3 da tarde! Custou pois senti-me sem energia também... Mas quando com força de vontade queremos levar algo até ao fim, conseguimos! Exige muita concentração psicológica! Mas pelo menos para mim senti também paz e alegria quando no fim quebramos juntos o jejum :)
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você falou tudo: com força de vontade conseguimos e realmente exige muita concentração psicológica.
      Também senti uma paz e alegria quando quebramos o jejum, achei lindo. Meu marido não fez jejum, mas antes de voltar para casa ele bebeu uma vitamina na padaria perto de casa, assim ele não precisou comer na minha frente enquanto eu jejuava...dessa forma eu consegui me concentrar e não quebrar o jejum antes da hora. Também senti uma paz e alegria. Valeu a pena!
      Beijos!!

      Excluir