Café com Chai

Observações de uma brasileira sobre a cultura indiana.

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Diferentes fases do relacionamento intercultural

Acredito que a maioria das pessoas que se relacionam ou já tiveram parceiros de culturas diferentes tenham passado por fases semelhantes.

Eu dividi o relacionamento intercultural em fases. 


1)Deslumbre
Logo no início a pessoa se encanta com tudo aquilo que é diferente, o desconhecido abre um mar de novidades, tudo é fascinante e baseado nas coisas boas que aquela nova cultura oferece, enxergando somente a beleza e os pontos positivos.  

2)Curiosidade
Esse é o momento em que a pessoa se sente sozinha e precisa dividir sua história e suas emoções com alguém.  Começa  a pesquisar um pouco mais e descobre os pontos negativos da nova cultura. É normal nessa fase a pessoa ignorar críticas, pontos negativos e passar a defender aquilo que ela começou admirar. 

3)Adaptação 
Aqui a pessoa sente necessidade de ser aceita e fazer parte da nova cultura. Quer experimentar diferentes  vestimentas, aprender o idioma, culinária, viajar. Nessa fase a pessoa "se joga de cabeça" podendo até mesmo mudar de comportamento, religião, amizades e outros interesses.  A pessoa tenta se adaptar de todas as formas e não parece ser tão difícil pois uma névoa de novidades a rodeia impedindo-a de enxergar adiante.

4)Choque cultural
Essa é a hora que muitas decidem conhecer o parceiro e ver de perto sua cultura. Tudo é tão interessante mas ao mesmo tempo a pessoa vê que a adaptação não é tão fácil o quanto imaginava. Muitas coisas se tornam  mais difíceis do que pareciam, o idioma se torna uma barreira, comportamentos culturais entram em conflito, a nova vestimenta não é mais confortável, a comida se torna um desafio e as diferenças se tornam gritantes. Algumas pessoas tem vergonha de mostrar essas dificuldades e se sentem inseguras. Muito comum a pessoa enfeitar essa fase para esconder as dificuldades pois essa é a fase decisiva onde desiste ou segue em frente.

*[Cinderela
É uma fase típica daquela que passou por uma decepção amorosa e não superou. A pessoa  chega  até  aqui carregando um sentimento de revolta  e não esconde a opinião doa a quem doer. A realidade muitas vezes é cruel, dolorida, baseada em decepção. Talvez seja essa a razão de algumas odiarem tanto uma cultura que antes  admiravam. Aqui a pessoa descobre que nem tudo o que reluz é ouro.  Como vejo algumas mulheres que odeiam a Índia mas não param de falar dela.   ]

5)Inércia 
É a fase da rotina. Passada  a euforia e a necessidade de mostrar o lado perfeito, a pessoa até esquece que está em relacionamento intercultural. Nem tudo é novidade como antes e os detalhes da cultura do parceiro fazem  parte do cotidiano. A pessoa não se importa mais com opiniões e declarações negativas sobre a cultura ou país do seu parceiro pois ela sabe que se chegou até aqui é porque algo a faz feliz. Ela não tem vergonha em mostrar o lado bom e ruim porque não se preocupa mais com aquilo que os outros pensam ou julgam. Um dos motivos que muitas mulheres param de escrever suas histórias na internet é que não existe mais aquela necessidade de dividir curiosidades e diferenças porque não as enxergam  com tanta surpresa como antigamente.  Algumas devido a decepção, outras devido à falta de emoção abrem espaço para o dia a dia. Aqui a pessoa passa a enxergar os defeitos e as qualidades sem se deixar influenciar. Na minha opinião, essa é a fase mais equilibrada  de um relacionamento intercultural, onde existe mais discernimento, entre a razão e a emoção pois é aqui onde existe o cotidiano. Pode ser também a fase onde a pessoa corre o risco de ficar desmotivada devido a falta de novidade.
Não é a fase perfeita pois é preciso driblar a rotina e ao mesmo tempo conviver com as diferenças que insistem em aparecer mesmo que não sejam essenciais.


E é assim que identifico as fases de um relacionamento intercultural.    Pelo menos é assim que percebo  se estou diante de uma pessoa com o coração  machucado porque teve uma decepção, deslumbrada porque só enxerga a parte bonita   etc ..

São caminhos parecidos que levam a diferentes histórias, todas elas com grandes ensinamentos seja na dor, seja no amor.


E você, já passou por alguma fase assim?

Abraços!









5 comentários:

  1. Noossa!!Adorei!! Eh bem por ai mesmo! Vou compartilhar la na pagina do Face, se voce me permite. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Nossa VC identifico muito bem essas fases. TB sou casada cm indiano e Sei bem o que e.. beijos adoro seu blog

    ResponderExcluir