Café com Chai

Observações de uma brasileira sobre a cultura indiana.

domingo, 29 de novembro de 2015

"A Culpada é a Mulher"

Se tem uma coisa que estou cansada de ver é mulher machista. Não sou feminista e nem me ligo a isso mas desde que comecei o blog venho observando o comportamento de muitas mulheres quando o assunto envolve relacionamentos. Algo natural que não passa despercebido. Mulheres sempre são criticadas por...outras mulheres. 

 Salientamos a todo momento as dificuldades que uma mulher indiana, árabe, paquistanesa etc tem para fazer suas próprias escolhas, como escolher um marido, escolher onde ir, o que vestir, até mesmo escolher se deve falar ou não e nós brasileiras adoramos enfatizar nossos privilégios. É justamente isso que me incomoda porque na hora que uma brasileira que sai do Brasil e sofre na mão da família do marido, se divorcia ou passa por algum relacionamento traumático, as primeiras coisas que ela escuta ou lê de outras brasileiras são críticas de que ela é burra, idiota, tinha que se dar mal porque acreditou que seria feliz. Não estou falando de passar a mão na cabeça, mas por que nunca vemos algo como "levanta e sacode a poeira.." ou "bola pra frente" ou "procure essa ong ou ligue esse telefone.." qualquer coisa que não a desmoralize nem a envergonhe?

Há alguns anos, eu seguia o blog de uma australiana casada com um indiano, parecia a família mais perfeita do mundo. De repente ela escreveu que havia se divorciado (o que foi um choque para todos os leitores) e desde então ela passou a escrever o quanto foi difícil superar essa fase, assumir o problema, tinha criança envolvida e ainda precisou lidar com reprovações pois as pessoas enxergavam a situação como se ela não tivesse sido forte o suficiente e lamentavam por ser "fracassada".

Sim, muitas vezes avisamos, aconselhamos e quando a pessoa enfia o pé pelas mãos não dá para negar o inconformismo e é claro que dizemos "está vendo, eu avisei!!" ou "falta de aviso não foi!". Às vezes a gente acha graça, faz uma brincadeira, leva no espírito esportivo, tenta abrir os olhos, da uma opinião sobre o assunto, mas chegar ao extremo de chamar uma pessoa de fracassada porque o casamento não deu certo ou de burra porque está num relacionamento abusivo passa a ter caráter inquisitório. Vejo pessoas que abrem suas vidas, contam seus problemas mais íntimos na internet,  e logo abaixo vemos dezenas de comentários pejorativos, humilhantes que denigrem a moral da pessoa e 98% desses comentários são de outras mulheres. Recentemente vi casos de pessoas chamando a outra de maluca e recomendando psiquiatras. 

Me lembro de que logo quando a minha curiosidade sobre a Índia aumentou, passei a pesquisar na internet  e me deparei com um blog antigo que na época foi muito bom, quebrou paradigmas mas de repente a pessoa passou a deixar insultos destinados aos leitores do sexo feminino. Os textos terminavam com "suas burras hahahah" é claro que perdeu a credibilidade para mim e fiquei totalmente desinteressada em continuar acompanhando pois como uma pessoa inteligente, instruída chama as leitoras de burras? O que eu fazia lá então? Estava adquirindo conhecimento ou perdendo meu tempo sendo insultada? 

Porque mulheres divorciadas tiveram um casamento "fracassado" e os homens não? Uma mulher que gosta de carro é "Maria Gasolina" , a mulher que trabalha em meio a muitos homens é desleal.

Ouvimos também a mesma coisa que ouviríamos séculos atrás que a "mulher sábia" mantém o casamento e é o "pilar da casa" (A mulher sábia edifica a sua casa,mas com as próprias mãos a insensata derruba a sua. Provérbios 14:1) leia aqui também  Mulher de Deus Que Transforma Casa em Lar mas por que as pessoas não citam os deveres do marido?

Leia aqui Deveres do Marido




E quanto ao homem? Será que é por isso que até hoje colocamos toda a responsabilidade na mulher? Ela que deve ser inteligente o suficiente e não cair em armadilhas do coração, ela deve ser sábia o suficiente para manter um relacionamento a vida inteira. Ela que não foi uma boa dona de casa e esposa. Ela que foi burra por acreditar nas palavras doces de um homem. Ela que foi tola porque teve anseio por uma vida melhor.

Não estou justificando, mas façam uma autoanálise, será que mudamos? Será que nós mulheres fazemos nossa parte? Realmente conseguimos nosso espaço e temos voz? Além de vóz, nos sabemos escutar a outra sem julgar? Um homem divorciado é chamado de fracassado da mesma forma que a mulher é chamada?  O erro cometido pela mulher é visto da mesma forma que o erro cometido pelo homem? Por que a mulher desiludida vira alvo de piada de outras mulheres por que achou que com ela seria diferente?  Por que a mulher é sempre julgada e criticada por outras mulheres nas redes sociais?

Vemos pouquíssimas mulheres alertando na internet com seriedade sobre os riscos de se aventurar com outras culturas. É um trabalho fantástico, em contrapartida, a massa que acompanha deixa dezenas de comentários humilhando até mesmo quem tenta alertar.

Cobram a responsabilidade das mulheres e deixam os homens em sua zona de conforto. Será que na nossa sociedade o machismo vem somente dos homens? Dessas mulheres que insultam as outras não vejo nenhuma informação útil.

Vamos criticar menos e ajudar mais. 


Abraços 





12 comentários:

  1. Obrigada por esse post Star!

    Sou feminista e isso é algo que me chateia bastante. É muito triste ver mulheres que sentem prazer ao ver a infelicidade de uma outra mulher. Isso me fez até me afastar de grupos, é um endeusamento de homem árabe e julgamento com as outras mulheres sem mesmo saber o que elas passaram que até me passa a sensaçao que to no século passado.

    Vou até compartilhar teu post
    Beijão e se cuida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo! Tem mulheres que sentem prazer em ver o sofrimento de outra mulher, e eu acho que cada caso é um caso, não dá pra generalizar tudo!
      Pode compartilhar sim
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi, Star!!!Otima postagem!!! Sim...eu tambem fico um pouco decepcionada com estas mocas que chamam as outras compatriotas brasileiras de burras ou estupidas seja pelo motivo que for. Todo mundo quer ser feliz na vida e cada um procura a felicidade como pode. Umas sao impulsivas, outras nem tanto. Outras sao racionais e desconfiadas. Outras sao romanticas incuraveis...Eu sei a qual blog voce se refere. Tambem ja li muito quando comecei a estudar o assunto 'India", mas mesmo contendo informacoes preciosas, hoje vejo que eh um amontoado de magoa em relacao a India postado virtualmente. Geralmente, no meu canal, os videos que mais tem visualizacoes sao os que falam sobre relacionamentos. Mas, quando eu alerto, eu sempre tenho em conta o sentimento da moca que esta assistindo. Por isso, eu nao consigo chamar ninguem de burra, porque sei que no fundo, elas so querem ser felizes. Um abraco e tudo de bom!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é a pessoa mais imparcial que conheço que fala com propriedade sobre a Índia e os relacionamentos de brasileiras e indianos . voce sabe mostrar a realidade com leveza. É como você disse, tem as desconfiadas, as românticas incuráveis .. E sobre o blog também tenho essa mesma impressão, no começo foi muito bom, muitas curiosidades mas depois foi me deprimindo, todo dia coisa ruim, só tragédia.

      Tem hora que a gente se irrita de bater na mesma tecla, avisar, alertar e a pessoa insiste. Mas já vi casos de mulher que precisa de ajuda pra se livrar de um relacionamento doentio e o que dizem a ela é "burra" entre coisas piores mas ninguém tenta mostrar uma solução . Não consigo entender essas coisas .

      Excluir
  3. Belíssimo post star!
    Quero parabenizar vc por essa iniciativa, eu dei um tempo do meu blog por conta disso, nunca tive comentários ofensivos, mas já presenciei em grupos falando dos meus post e ja recebi mtos emails de julgamentos e xingamentos!
    É triste quando vc tenta alertar e levar um tapa depois!
    De fato nós mulheres somos mto egoístas e sempre sonos julgadas e acabamos deixando de fazer as coisas por conta disso, respeito pelas blogueiras são poucas que tem, respeito dos leitores é raro também, consideração nenhuma....
    As vezes confesso que sou apelativa com alguns textos, mas há casos que de fato nos deixam horrorizadas e com medo pela pessoa, mas jamais tratei de forma humilhante ngm (ou será q vc deixou de participar do meu blog por causa de algum posicionamento meu? Rsrs)
    Enfim, parabéns novamente pelo post!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!

      Hahaha não deixei de acompanhar seu blog não!! Aliás, sinto falta de novas postagens!!

      Beijos!!

      Excluir
  4. Ótimo post Star!
    E o pior é que algumas vezes, mesmo sem julgar as outras mulheres, fazemos uso desse machismo silenciosamente em nosso auto-julgamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Juliana!! Obrigada!! É exatamente isso!!

      Excluir
  5. Sim querida Star...Sei de qual blog vc está falando. Mas quer saber o q realmente me choca...tudo que a pessoa fala no blog dela é verdade. Infelizmente. Depois de passar um tempo na Índia e de conhecer indianos, a gente vê que os realmente bons não são a regra e sim a exceção.Inlcusive, já ouvi da boca de indianos "entre 10 apenas 1 se salva". Não que sejam ruins, mas esse choque cultural propicia toda essa confusão. Vamos combinar que o q pensam das estrangeiras, principalmente das brasileiras, não é nada lisonjeiro. Eles usam mesmo. Eu, como mulher, fico possessa qd vejo um "João Krishna" se dando bem em cima de uma brazuca maravilhosa cujo único desejo era ser amada de verdade. E acredite, tenho visto muito isto nos últimos três anos. Indiano ama sexo e dinheiro. E ponto. Isso rege a vida da maioria deles. É uma coisa arraigada na cultura deles. Muitas meninas me procuram p conversar. A gente se preocupa mesmo e aconselha de coração. Aí primeiro a menina pira, diz q a gente é recalcada e tá com inveja do amor deles e depois, vem procurar a gente se acabando de chorar. Não é só a autora desse blog. Conheço gente que vive na Índia e que de tanto aconselhar, ajudar e mesmo assim levar fama de ruim, perdeu a paciência com esses casos. Como mulher eu jamais desejo que mulher alguma se dê mal em coisa alguma na vida, principalmente em um relacionamento, mas depois de um tempo vc começa a ficar descrente e até a ter raiva dessas coisas. A culpa não é da mulher que teve a infelicidade de topar com um João Krishna e sim do cara por não prestar. Mas também causa revolta ver que a menina, apesar de todos os sinais de que tava tudo errado, foi em frente e passou por cima de todo mundo (algumas, inclusive da família e amigos) p dar crédito a um fdp. Sim, é fato. Adoram brasileiras, mas no fim acabam casando mesmo com as indianas. Que fique o alerta. As inteligentes pensarão a respeito se perceberem sinais errados, já as Maria Namaste continuarão sofrendo. E eu acho mesmo uma pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente isso!! É uma pena mesmo que as coisas tenham chegado a esse extremo de pessoas machucadas por acreditarem em palavras de "amor ". Sobre o blog é uma pena porque eu gostava muito, e me ajudou bastante pois eu também concordo com muita coisa, mas fiquei sentida com tantas postagens depreciando leitores. Acredito que uma pessoa que escreve para o público com o intuito de ensinar deve ser imparcial, afinal a pessoa já sabe que críticas existem.
      Gostei muito do seu ponto de vista.

      Excluir
  6. OLá querida, adorei o texto! Como sempre você é muito sensata e coerente! As pessoas são muito maldosas no geral! Eu sempre observo os discursos de algumas mulheres em relação a outras que sofrem abusos/agressão física ou psicológica! Sou professora e observo as falas dos alunos, na sua maioria alunas sobre alguma situação de relacionamento abusiva e as mulheres são sempre chamadas de burras e etc. Tratam-se de comportamentos que são reproduzidos e fica muito difícil mudar, e está em todos os lugares! Serão anos e anos para mudar a mentalidade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aminah! Obrigada!!
      Você deve perceber isso no seu dia a dia. O que me chama a atenção é o fato de pessoas chamarem aquelas que passam por relacionamentos abusivos ou que caíram em golpes de burras. Depois dizemxque a maioria tem vergonha de contar a verdade e buscar ajuda...claro ...o povo joga na fogueira como se a mulher fosse responsável por tudo .. Vai entender né
      Beijos

      Excluir