Café com Chai

Observações de uma brasileira sobre a cultura indiana.

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Convivendo com vegetarianos parte II

Eu escrevi um post (depois colocarei o link aqui) falando sobre o vegetarianismo dos indianos. É muito mais complexo do que estamos acostumados a lidar aqui no Brasil.

Vou dar um exemplo: você cozinhou um frango. Aquela panela que você usou para cozinhar o frango, os talheres, louça e qualquer outra coisa que você tenha usado durante o preparo do frango se torna impuro para um vegetariano. Ou seja, ele não poderá usar nada daquilo.

Até um óleo de pastelaria é impuro porque o mesmo óleo é usado para fritar pastel de carne, calabresa, bacalhau..

Não adianta pedir um sanduíche vegetariano (hamburguer de soja, por exemplo) se a mesma chapa do restaurante é usada para fritar hambúrguer de carne de vaca e bacon.

Além dos indianos vegetarianos, existem aqueles que não são vegetarianos mesmo assim tem algumas restrições alimentares por razões culturais e religiosas como por exemplo, não comem alho, cebola, ovos, carne de vaca, carne de porco etc.

Meu marido não é vegetariano, mas se encaixa no grupo daqueles que tem restrições alimentares. Só não come carne de vaca nem de porco.
Aqui no Brasil temos dificuldade com a comida na rua e não posso negar que por descuido ele já comeu presunto e outro tipo de carne de porco e só veio a saber depois, como por exemplo, cachorro-quente. Como ele não conhece o gosto, não sabe identificar um presunto logo de início, o cheiro do bacon no feijão, o caldo de carne no molho. 

Ele não tem tanto problema com carne de vaca como tem com a carne de porco, essa última é inaceitável e é onde temos maiores problemas porque várias vezes pedimos feijão sem bacon, sanduíche sem bacon, ou qualquer outra coisa sem carne de porco como presunto e o pedido vem errado.

Fiquei neurótica com essa dificuldade em encontrar algo vegetariano ou sem carne vermelha que todo lugar confiro a comida. Outro dia fomos num restaurante vegetariano, muito bom, e na hora que a comida chegou já fui cutucar a comida pensando "nossa, deixa ver se tem bacon" depois que me lembrei que era impossível lá, e respirei aliviada. Eu poderia deixar ele comer qualquer coisa e ficar quieta, mas não tenho coragem, às vezes é um pedacinho que ele nem percebe, mas se eu vejo não consigo esconder. Me lembro de uma frase que meu pai diz: A pessoa é responsável pelo mal que fizer, e pelo bem que deixar de fazer.

No início ele ficava estarrecido por ser tão difícil seguir a rotina alimentar dele aqui no Brasil, porque o mesmo espetinho de frango é assado junto aos espetinhos de linguiça, o pastel de queijo é frito no mesmo óleo do pastel de carne e calabresa, o sanduíche de frango é feito na mesma chapa que frita bacon.
Ele chegou a falar com um guru na Índia sobre isso, pois ele se sentia culpado, mas o guru disse que Deus sabe que ele não faz por mal, apenas porque não tem escolha pois os costumes daqui são outros.
Então fazemos assim, pedimos o pastel de queijo na feira e o sanduíche na chapa e fingimos que não vemos a mistura toda.

Pois bem, vivemos assim, perdendo tempo checando rótulos e cardápios e todo esse sistema se aplica ao vegetariano. Imagino como vegetariano no Brasil sofre até para fazer compras. Algo deveria mudar, e existir uma forma de tornar mais prática a vida do consumidor. Na Índia, toda embalagem que tem esse símbolo verde significa que o alimento é vegetariano, e vermelho quando não é. Muito bom! Vocês não tem ideia de como isso facilita a vida!



Abraços!

6 comentários:

  1. Amei esse post, pois me vejo em algumas das situações. Sou vegetariana entrando em transição para o veganismo. Eu "sofro" pra achar coisas aqui no meu bairro, mas se comparar com anos anteriores o mercado para vegetarianos e veganos vem crescendo e isso me deixa esperançosa. Me vi em coisas citadas como: o hamburguer de soja que é frito na mesma chapa que um de vaca...ter que ficar "catando" bacon do feijão, etc etc...realmente, vegetarianos no brasil ainda sofrem...

    beeeeeeeijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito difícil ser vegetariano aqui no Brasil, vegano então nem se fala! precisamos catar o bacon, a carne...até temos restaurantes vegetarianos por aqui mas são muito caros para ser uma saladinha os veganos então nem se fala. Mas também estou mais esperançosa!
      Beijos!!!

      Excluir
  2. Entendo o seu drama e partilho do mesmo stress no dia a dia =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E coloca stress nisso, todo dia alguma coisa acontece quando comemos fora. Eu pensava que estava sozinha nessa situação..

      Excluir