Café com Chai

Observações de uma brasileira sobre a cultura indiana.

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Sou Oprimida

Por uma sociedade que pensa que mulher para ser mulher deve ser mãe. Se ela não é mãe parece que algo está faltando nela, ou o casamento ainda não é casamento de verdade. Se engana quem pensa que estou falando da sociedade indiana, estou falando da brasileira mesmo.
Uma das coisas que está me deixando chateada é essa pressão que as pessoas colocam em mim quando ficam sabendo que sou casada e ainda não tenho filhos. Está certo que estou nos meus 31 anos e a cada ano que se aproxima é uma contagem regressiva, mas isso é coisa que deve ser planejada e as pessoas pensam que é só casar, fazer um "sapeca iaiá" e esperar nove meses. Casamento é muito mais do que isso. Ninguém vê que eu e meu marido começamos do zero ...como vou ter filho agora?

Já perdi as contas de quantas mulheres (só mulher pergunta isso, porque homem não está nem aí) que conversam comigo na rua e querem saber se tenho filhos, mas quando respondo que não tenho já falam "Ahhh está na hora de ter um!!" ou pessoas conhecidas que me encontram a dizem "e aí..quando vem o bebê?? Você tem que ter um bebê". Até amigas próximas estão falando assim comigo.

Há dois dias atrás fomos numa galeria da Paulista e parei para comprar um brinco que gostei. A moça começou a conversar, ela trabalhava com produtos indianos e quando ficou sabendo que meu marido é indiano já começou o assunto: " É uma cultura muito diferente, porque eles esperam muita submissão da mulher, né? Há quanto tempo vocês são casados? Vocês tem filhos?"
Quando falei que não tenho filhos, o rosto dela mudou, parece que perdeu o interesse como se nosso casamento não fosse de verdade. Ela fez uma cara de decepção. Deu vontade de falar que submissa é ela que vê a mulher dessa forma.

Eu já ouvi casos de mulheres casadas que constantemente passam por isso e hoje entendo como é chato, pois isso é uma regra, ninguém escapa.

Nós vivemos numa sociedade que ainda pensa que família só é completa quando vem filho, enxerga a gente como uma namoradinha eterna e só nos vê como mulher e esposa de verdade quando mostramos que temos filhos.

É muito chato isso, é constrangedor ficar perguntando se um casal tem filhos ou não. Acho que isso não se pergunta, afinal quando a pessoa tem orgulho da sua prole não precisa mais do que 5 minutos de conversa para ela te mostrar a foto que carrega no celular. 

Vivemos sob constantes julgamentos. Quando a mulher engravida muito cedo os outros a julgam, dizem que ela não será boa mãe, que perdeu a juventude, e que cometeu um erro. Quando a mulher é casada e não tem filhos as pessoas julgam que ela não é esposa de verdade, o casamento é uma farsa e não existe nenhuma base familiar. A maioria dessas pessoas provém das famílias mais desestruturadas que existem e mesmo assim não deixam de dar esse tipo de pitaco na vida dos outros.
Como dizem, é difícil olhar o próprio umbigo.

São situações que passaram a fazer parte da minha vida.

Preciso aprender a lidar com isso.

Abraços!







8 comentários:

  1. Star eu te entendo ... Tambem a coisa se passa comigo assim tambem. Ha que ter paciencia e nao pensares muito nisso. O que tiver de ser sera, e ninguem sabe de ninguem. As pessoas gostam sempre de opinar 😔 a minha familia la na India esta sempre a perguntar... Mas nos explicamos a nossa situação e entenderam. Mas as pessoas de fora nao precisam de saber da nossa vida, ignora! E difícil eu sei mas que mais fazer? Beijinho ☺️

    ResponderExcluir
  2. Star, logo que vi o tema, me fez lembrar das minhas aulas de psicologia. A nossa sociedade diz que está evoluída, mas nem tanto assim, em relação a esse requisito. E algo que me fez lembrar da minha aula foi que a minha professora disse comprovando que não está tanto assim, que quando vêem um casal logo pensam e perguntam "Por que não tem filhos?", "Será que não querem filhos?", "Será que não podem engravidar?". Infelizmente, a mulher é ainda tachada somente como "reprodutora" em nossa sociedade, por mais que digam que está evoluída. Imagino o quanto possa ficar constrangida!. Algumas pessoas pensam que é fácil, casa, tem filho e se não dar certo se separa, para o casal tudo bem, mas para o filho não, pois crescerá com sequelas de um casamento dos pais frustado. Acredito seriamente que ter um filho não é ter apenas condições financeiras, mas sim psicológicas. Deve ser ruim isso, assim como sou criticada pelo fato de não querer uma namorado, para mim isso é algo sério, um compromisso com uma pessoa requer muita sabedoria. Mas não esquente, ninguém sabe da sua vida melhor do que você. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Achei profunda sua observação Star,

    Uma das coisas que mais venho sofrendo é com a intromissão alheia. Desde que comecei meu namoro Indiano virtual o povo parece que são donos da minha vida e até mesmo querem opinar se eu deveria me casar somente ou somente lá, ou mesmo nos dois lugares... '--

    Te entendo perfeitamente, até mesmo porque parece que só porque nossos respectivos companheiros são Indianos já é motivo para o povo achar super normal questionar, tirar dúvidas e etc com a desculpa de "Ahhh mas eles são um casal diferente! eu preciso saber como é..." isso as vezes enche a paciência.

    Meu conselho é ignore, se não adiantar seja então ríspida sobre o assunto, afinal isso não concerne a ninguém a não ser você e seu marido.

    Da próxima vez que alguém falar que está na hora de ter um filho diga que o seu relógio está atrasado e sem previsão de voltar a funcionar corretamente ;)

    beeeijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opinioes sobre onde casar, onde viver, onde trabalhar! Ouvi de tudo tambem! Lol

      Excluir
  4. Olá Star, tudo bem? Você sempre trazendo textos que permitem uma boa reflexão sobre o papel da mulher na sociedade! Mas procure não se importar com isso não,não deixe essa essas perguntas te afetarem, porque infelizmente essa mentalidade está difícil de ser alterada..levarão anos porque a própria mulher se coloca em uma situação de submissão aos valores construídos socialmente!
    Super beijo,
    Aminah Luiza
    www.farhanadiary.com

    ResponderExcluir
  5. Vi teu perfil no instagram (pedi autorização pra te seguir) da Thalita Maschietto e vim para no teu blog rçrçrç

    Esse post caiu como uma luva pra mim! É bem isto, mesmo!

    E olha que tenho um mês de casada!

    Mas quando eu disse que escolhemos não ter filhos...

    Se alguém vem falar alguma coisa, ja sou franca... E quem insistir, digo logo: é minha escolha e tenho esse direito!

    É impressionante como as pessoas querem impor a maternidade às mulheres! Infelizmente a maternidade não é pra todas! E dizer que quando dá a luz muda de ideia, nem sempre acontece!

    Desejo que sejam muito felizes, com ou sem filhos! E não deixem as pessoas fazerem isso com vocês!

    Bjos!

    ResponderExcluir
  6. O pior é quando te julgam por não ter o sonho de ser mãe, por não considerar isso fundamental para ser feliz. Eu fui assim por muito tempo, não queria ter filhos.Hoje penso em ter apenas um, mas não agora. Namorei um indiano que queria se casar e ter filhos, mas ele nunca me pressionou, sempre entendeu que eu não me sinto preparada para esse universo. E principalmente, não quero isso agora. Mas ele já está com 50 anos, e não podia esperar até que eu estivesse pronta. E eu também o compreendo totalmente. Mas fui super julgada por alguns amigos, porque segundo eles "eu deixei um príncipe escapar"... Ele realmente é um príncipe, mas não é o único, e eu também não sou a única "princesa". E o importante é que nós dois respeitamos a visão de felicidade um do outro, o resto é o resto...

    ResponderExcluir
  7. Eu ando passando por isso ultimamente. .. chato demais :(
    Principalmente quando todos mundo em uma roda de amigos começa a mostrar as fotos da prole e se gabar do quanto seus filhos são lindos, fofinhos, inteligentes e engraçados. Sinceramente um bebê no meu atual momento não traduz exatamente o meu ideal de família feliz. Nós somos recém casados e tudo o que eu quero é aproveitar o meu marido :) nós concordamos em não querer filhos, aliás esse é o ponto que mais me atraiu nele no início do relacionamento....a forma de pebsar em relação a filhos. Nós queremos apenas um e beeeeeem mais pra frente. :D

    Tão bom falar isso e saber que eu não vou ser julgada :)

    ResponderExcluir