Café com Chai

Observações de uma brasileira sobre a cultura indiana.

sábado, 1 de outubro de 2016

Casamento com indiano é fácil?

Não é fácil principalmente no início. As diferenças culturais estão nos pequenos detalhes. Sei que algumas pessoas acham estranho quando mulheres casadas com indianos mostram o lado difícil do relacionamento. Dá a impressão que nos contrariamos a todo instante, porque mostramos o lado bonito e ao mesmo tempo alertamos sobre os riscos. Mas quem te alerta sobre as dificuldades de um relacionamento intercultural está sendo sincera com você. Eu só diria para uma inimiga "se joga". 

Hoje posso olhar para trás e ter uma opinião a respeito.

É claro que escrevo de acordo com minha experiência, não posso dizer sobre outras pessoas, afinal algumas conseguem o equilíbrio divino entre duas culturas. No meu caso, os primeiros 2 anos foram o teste de resistência. É nesse período que nos sentimos vulneráveis e ainda não sabemos lidar com diferenças. Me lembro que no início eu não entendia a forma que indiano do Norte da Índia se expressa, e tudo eu achava que era reclamação, achava que ele estava brigando comigo quando na verdade ele estava apenas conversando. O indiano do Norte da Índia tem um jeito direto de falar e gesticular, parece que está bravo mas não está, então imagine a situação quando eu não entendia isso. Do mesmo jeito nós brasileiras, que temos uma personalidade independente, gostamos de dar nossa opinião em tudo, não temos o jeito super delicado e submisso de uma indiana. 

No início, qualquer palavra ou gesto mal interpretado doía muito, e eu pensava "como uma pessoa  é tão parecida comigo e ao mesmo tempo tão diferente?".

 Me lembro de um episódio um tanto curioso, sobre a ideia de vegetarianismo que eu tinha. Era totalmente leiga no assunto e posso dizer hoje que ser vegetariano na Índia é diferente de ser vegetariano no Brasil. O indiano gosta de muito tempero, e não gosta de comer "folhas". O indiano gosta de cozidos, caldos, nada a ver com aquela saladinha básica que consumimos no Brasil. Pois bem, então a primeira vez que levei meu esposo numa pizzaria pensei em pedir uma pizza de rúcula com tomates secos, achando que ele acharia no mínimo interessante. Quando ele viu aquela pizza VERDE na mesa, cheia de FOLHAS ele se sentiu ofendido! Eu não entendia, como assim ele não tinha gostado da pizza? Como assim se sentiu ofendido? 
Ele me perguntou "o que é esse monte de folhas??" Começou uma discussão porque aí quem se sentiu ofendida fui eu de ter escolhido algo com tanto carinho e ele não ter gostado! 
Hoje ele adora pizza de rúcula com tomate seco! Mas percebeu que à época tudo não passou de um problema cultural? Na cultura dele quem come folha é vaca, búfalo..e na nossa cultura é indelicado dizer que não gostou. 

Muitas coisas o casal supera com o tempo, mas não é fácil ainda mais quando se trata da cultura oriental que é bem conservadora, dominadora e o oposto da nossa. Dei um simples exemplo de alimentação, mas existem tantas outras situações onde os dois precisam ceder e o nível de estresse aumenta consideravelmente. Claro que tudo depende da personalidade do casal, do ambiente em que vivem, das influências familiares e externas.

Não estou aqui para desestimular ninguém mas a verdade deve ser dita. Tem a parte bela das duas culturas mas mantê-las em harmonia é bem difícil. 

Abraços






11 comentários:

  1. Oi Star, eu sei que o assunto é sério, mas não pude deixar de rir com a história da pizza "cheia de folhas". Fiquei imaginando a cena, já que também conheço um pouco os indianos e o seu modo de pensar, hahaha... Também imaginei a sua cara de desapontada, mas daí não achei mais graça.
    Beijocas,
    Ana
    www.viagenwsebeleza.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahah pois é..só não escrevi mais coisas porque o texto foi bem corrido, mas pensei em deixar como exemplo uma cena leve e engraçada, daquelas que "quando passa, a gente ri!!" kkk

      Beijos!!!

      Excluir
  2. Sim, depois sempre acaba ficando engraçado!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Fiquei muito feliz em encontrar um blog em Português que descreva a cultura indiana. Meu marido esta trabalhando com indianos e as vezes fico com medo do que perguntar ou agir, pois não quero parecer grosseira. Mas agora sei onde posso tirar minhas principais duvidas.

    Parabéns pelo seu blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá Dayane! Muito obrigada!!
      Qualquer dúvida, só perguntar!
      Abraços

      Excluir
  4. O meu indiano também é sikh do Punjab. O nosso relacionamento está no início e não sei se vai dar certo, realmente há muito coisa que não consigo entender. Quando lhe tento oferecer alguma coisa parece que fica ofendido, e diz "Não, obrigado". Se eu insisto, responde "não quero". Aí quem se sente ofendida sou eu :P

    ResponderExcluir
  5. O meu indiano também é sikh do Punjab. O nosso relacionamento está no início e não sei se vai dar certo, realmente há muito coisa que não consigo entender. Quando lhe tento oferecer alguma coisa parece que fica ofendido, e diz "Não, obrigado". Se eu insisto, responde "não quero". Aí quem se sente ofendida sou eu :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria! É assim mesmo no jeito de falar, quando insisto algo a reposta é a mesma. Não se sinta ofendida, porque eles insistem muito quando nos oferecem algo mas não gostam quando a gente insiste. Na cabeça dele não está te ofendendo e nem tem a intenção de te machucar. É cultural.
      Abraços!

      Excluir
  6. Oi, Star!!! To aqui tirando o atraso dos posts. Meniina....entao somos duas! Indiano ja eh dificil e, sendo do Norte da India, entao..nem se fala! Meu marido (e toda a familia dele) falam alto pra burro (coisa que eu detesto) e quando estao conversando, as vezes da a impressao de que estao brigando. Mas, ja percebi que nao estao. (rs) Nunca ofereci pizza de rucula com tomate, porque sei que meu esposo ia cair matando na frango com catupiry, mas tirando a pizza, tivemos muitos desentendimentos ate as coisas finalmente entrarem no ritmo. O 1o ano, certamente, foi o mais dificil para ambos, eu creio. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom te ver por aqui! Esteve sumida!

      Aqui em casa também falam alto pra burro, na rua, em qualquer lugar .. meu Deus!! Eu ando com um protetor de ouvido na bolsa hahahah porque até o volume das músicas é muito alto quando eles se empolgam.

      Sobre a pizza, a melhor opção é mesmo a de frango com catupiry!! Aqui em casa passei a pedir portuguesa sem presunto e deu certo rsrs

      O meu prazo se estendeu um pouco mais, até o segundo ano foi complicado, acho que pelo fato de ter precisado lidar com a adaptação dele no país, que não foi nada fácil.
      Bejjos!!

      Excluir
  7. Meu namorado também é Indiano porém de Goa. Me identifiquei com a parte que você escrever "como ele pode ser igual a mim e ao mesmo tempo tão diferente". É exatamente assim que penso. Max e uma questão cultural com certeza. O modo que nós brasileiras nos vestimos (no meu caso short e blusa de alcinha), o que comemos (arroz feijão TODO dia), o nosso jeito (não se preocupe, tudo vai dar certo, relaxa) entre outras coisas já foram motivos de discussão.
    Mas gostaria de saber (não sei se tem outro post sobre isso) como eles são em relação a carinho, traição e principalmente ciúmes!

    Abraços

    ResponderExcluir