Café com Chai



quarta-feira, 20 de março de 2013

Vou casar com um indiano Sikh e agora??

 Calma, calma! Eu sei que muitas coisas devem estar passando na sua cabeça e vamos tentar esclarecer algumas dúvidas. Eu acho que antes de eu me casar  com um sikh do Punjab eu deveria conhecer mais sobre a religião e o estilo de vida. Mas eu não tinha nenhuma fonte de informação.

Eu encontrava sites em inglês falando sobre o sikhismo mas nada no ponto de vista de uma mulher casada ou que estava prestes a se casar com um. No início eu aprendi muito da teoria e pouco da prática e o que sei hoje aprendi na marra, no dia-a-dia mesmo. Falo isso porque depois de um tempo a gente vê que religião é uma coisa e costume é outra.

E ainda digo mais, você vai ver que muitas vezes um estrangeiro que se tornou sikh segue muito mais a  os ensinamentos da forma correta do que um indiano que já nasceu sikh.

Isso acontece em várias outras religiões, por exemplo, uma brasileira que se tornou muçulmana às vezes leva muito mais a sério os ensinamentos do que aquela que já nasceu em família muçulmana e por aí vai..


Vou simplificar e ir direto ao assunto para mulheres não-sikhs:

Para se casar com um sikh você não é obrigada a se converter. Os sikhs podem se casar com uma mulher de qualquer religião.

É muito comum e normal o homem se guardar para o casamento (a mulher sikh também). Não costumam ter namoradas ou qualquer outra intimidade com as mulheres antes casar. Apesar disso o homem pode se casar com uma mulher divorciada, mãe solteira ou que tenha tido uma vida afetiva no passado. Não existe nada que impeça a união. Isso só depende dele.

Fique tranquila, você não vai dividir o pão com ninguém. Não existe poligamia no sikhismo. O homem  tem somente  uma esposa e não existe nenhuma outra situação que o permita se casar com mais de uma. A mulher pode ser gorda, magra, bonita, feia, jovem, ou não, ou até mesmo ter problema para engravidar. O homem não se casa com  nenhuma outra e ponto final.

Os sikhs não são a favor do divórcio. Casamento é uma vez na vida e para sempre. (Claro que existem exceções pois ninguém casa para sofrer o resto da vida então em determinadas situações a única saída é o divórcio).

Os filhos de um sikh também serão sikhs mesmo quando a mãe pertence a outra religião. Eles aprenderão os ensinamentos dos Gurus e aprenderão a amarrar o turbante. É claro que poderá haver alguma exceção por parte dos pais se ambos concordarem por não impor ou ensinar a religião para os filhos, mas em geral o homem sikh tem orgulho da religião e tem o sonho de ver os filhos seguirem os mesmos passos do pai.

 A maioria dos sikhs na Índia são vegetarianos e antes de ir no templo recomenda-se não ingerir carnes ou bebidas alcoólicas (isso na Índia). Aqueles que não são vegetarianos comem carne de bode, frango, peixes e até carne de porco. Não existe por parte dos gurus nenhuma restrição alimentar. Os sikhs indianos não costumam comer carne de vaca por questões culturais e respeito ao animal devido a influência muito forte do hinduísmo. Mas o seu marido não pode te forçar a se tornar vegetariana isso é uma opção apesar de ser muito comum o casamento ser realizado entre cônjuges com as mesmas afinidades, por exemplo, homem vegetariano se casa com mulher vegetariana e homem não-vegetariano se casa com mulher não-vegetariana. Isso evita desentendimentos futuros.

Bebidas alcoólicas não são recomendadas, assim como qualquer vício. Mas você como mulher vai ser muito cobrada a não beber álcool e nem fumar caso se case com um sikh indiano.

Você não vai  usar burca e nenhum tipo de véu obrigatório. Os sikhs são contra isso. Você vai usar apenas um véu (chama-se dupatta ou chunni) na cabeça dentro dos templos, nos momentos de oração e em alguns casos na presença dos mais velhos e principalmente na presença dos sogros se eles forem conservadores. Mas na rua não precisa e dentro de casa também não. Não se esqueça de tratar seu véu com muito respeito, não deixe sua dupatta ou chunni amassada dentro da bolsa, jogada na cama, ou de qualquer jeito no guarda-roupas. Seu véu tem o mesmo valor de um turbante. O bom senso na hora de se vestir tem importância significativa, vestido piriguete não combina com sikhismo.

A mulher não é forçada a deixar de usar jóias, perfumes, maquiagem, salto-alto, esmalte. Somente quando uma mulher é kaur (total seguidora do sikhismo, não apenas no nome) ela deixa de usar essas coisas, inclusive deixa de cortar os cabelos tudo isso de livre e espontânea vontade, mas não porque o marido forçou.

Você poderá usar aliança de casamento dourada e seu marido também.

Por enquanto só lembro disso..e quero ressaltar uma coisa:

Gente, isso é só um parâmetro. Existem as exceções. Um conhecido do meu marido, por exemplo, é hindu e come carne de porco e carne de vaca e não está nem aí para as vaquinhas..segue todos os rituais do hinduísmo, faz pooja direitinho mas não tem restrição nenhuma, inclusive bebe cerveja.

Meu marido que é sikh super religioso, reza todos os dias, e também faz pooja direitinho, não come carne de vaca por respeito à vaca, carne de porco nem pensar, mas o danado não dispensa um whisky e uma coxinha de frango frita.

Já um outro conhecido nosso é sikh total, nunca vi os cabelos dele, está sempre coberto com turbante, é vegetariano e não bebe nada de álcool.

Viu? Religião, costume e estilo de vida dificilmente se equiparam.



Beijos!






6 comentários:

  1. Acho que enfim achei o as informacoes que procurava, to adorando o blog... Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!! Acho que isso depende da região (se for área rural ou grandes cidades) e da família. Para eles o trabalho da mulher depende da reputação, se for algo que seja considerado de respeito, não há muitos problemas, mas ainda prevalece a ideia de que se a esposa ganha mais do que o homem ela vai se sentir mais independente, mais arrogante, mais dona de si e consequentemente não vai respeitar o marido..aquela ladainha toda. Mas isso depende muito de cada família e em geral a mulher que trabalha é bem vista sim. Indiano é muito ligado a status, se ele tem determinada casta provavelmente não vai querer que a mulher realize algum trabalho que esteja abaixo daquela casta. Ele prefere ver a mulher em casa a permitir que ela trabalhe em algo que não esteja à altura da casta deles, do contrário não há nenhum problema para a mulher trabalhar.

      Estou vivendo no Brasil.

      Eu abri um blog "café com chai e Sikhismo" que fala somente sobre sikhismo...já que seu noivo é sikh espero que seja de alguma ajuda. Se tiver alguma dúvida ou sugestão é só falar!

      Beijos!!

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. eu sou brasileira e conheci um garoto indiano por um chat. Ele também é sikh. nós conversamos a um bom tempo e eu aprendi a amar ele e a respeitar a religião (e ele a mesma coisa comigo). daqui dois anos vou fazer um intercambio para Mumbai e vou conhece-lo. estou muito feliz pois meus pais deixaram. ele diz querer se casar comigo e eu com ele. ele é demais. ele também é vegetariano e nunca cortou o cabelo. enfim, adorei, beijão <3

    ResponderExcluir