Café com Chai

Observações de uma brasileira sobre a cultura indiana.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Especiarias da India

Ao longo da história, muitas expedições foram para a India, à procura de sua rica variedade de temperos.  Diz-se que o rei Salomão mandou marinheiros fenícios para a India para comprar especiarias.

Uma parte muito importante da rota comercial, a costa de Malabar, foi o destino de chineses, gregos, romanos comerciantes de seda e especiarias.



Canela, cravo, gengibre, pimenta eram tão apreciados como pedras preciosas. E depois da chegada de Vasco da Gama, em 1498, o Português controlava o comércio de especiarias muito lucrativo para a Europa.

 Para entender a importância das especiarias em todo o mundo, imagine esta cena: A India produz cerca de 2,5 milhões de toneladas de especiarias por ano e exporta cerca de 200.000 toneladas, incluindo produtos de valor acrescentado. A importação de especiarias mundo é estimada em 450.000 toneladas e parte da Índia é cerca de 44% !.

Ao longo dos séculos se firmaram três funções de especiarias na culinária indiana - medicinal, conservante e tempero. Até recentemente, o sabor foi o critério para a utilização de um tempero específico ou erva. De acordo com os chefs e muitas pesquisas gourmets a origem da culinária indiana provém das estações, festivais e regiões da Índia.

 Vovó tinha razão: Você é o que você come! Os indianos sempre souberam disso, é por isso que ervas e especiarias, encontrados em cada casa, são incorporados nos alimentos e bebidas para uma saúde melhor.

Não somente os alimentos têm uma aparência de dar água na boca, cheiro e sabor delicioso mas também têm os poderes de curar, acalmar e rejuvenescer.

Ayurveda, milenar sistema de medicina  indiano, usa um grande número delas em sua combinação de medicamentos preventivos e curativos.

Os defensores da Ayurveda, demonstram a importância da prevenção de doenças utilizando remédios naturais - chave para atingir esse objetivo.

A medicina ayurvédica inclui em sua lista especiarias diversas por suas propriedades medicinais.

Pimenta foi usada para curar doenças digestivas. A pasta de cúrcuma foi aplicada a queimaduras, coceira da pele, etc.  Gengibre foi o experimentado e usado como remédio para problemas no fígado, anemia e reumatismo.

Se você sofreu com náuseas, febre, dores de cabeça, ou doenças oculares, você ter certeza de obter uma dose de cardamomo. Coentro teve seu uso direcionado para insônia, cravo para baço, rins, e distúrbios intestinais.


De volta à culinária indiana, é praticamente impossível de encontrar duas pessoas no país que concordarão com a receita exatamente igual de um prato favorito.

As receitas são transmitidas de geração em geração, verbalmente na cozinha e está bem guardada em segredo na maioria dos casos.

Mas todos concordam, um bom prato só é bem preparado quando a mistura de temperos está bem concentrada no molho e na carne.

As especiarias não devem ter sabores diferentes, ou passar por cima de outro sabor e ser tão invasiva a ponto de esconder completamente o verdadeiro sabor do vegetal ou da carne a ser cozida. Deve ajudar a manter e reforçar o gosto da comida, dar-lhe cor, fragrância e deixar você querendo mais!.



Masalas são vários temperos misturados para formar a base dos molhos indianos.

 Às vezes, nozes, coco, cebola ou alho também podem ser adicionados ao masala. No Sul masalas  moídas na hora são as preferidas para fazer os molhos que vão com o arroz, alimento básico.

Garam masala - mix de vários temperos

No norte, que tem um longo inverno, quando as especiarias frescas não são fáceis de se encontrar, são utilizadas em pó ​​para dar sabor aos pratos servidos com menos molho e  acompanhados com rotis (pão indiano, muito parecido com o pão sírio que encontramos no Brasil).

Não existem regras rígidas para o uso de especiarias em receitas especiais, mas há orientações básicas com base no senso comum. Coentro, açafrão, cominho, pimenta têm gosto muito forte e amargo  para serem usados nas sobremesas.

Mesmo assim açafrão, cardamomo, canela, que são usados ​​para fazer garam masala são também livremente usados em doces.

Raita - salada com iogurte

Há um  tipo de masala ocidental mas pode não ser muito conhecida, e que é a chaunk ou Tadka. Temperos secos como pimentas da Caxemira, cominho, açafrão, gengibre, sementes de coentro, semente de mostarda etc são adicionados todos juntos ao óleo quente com cebola até que comecem a liberar a fragrância. Junto ao tempero adiciona-se tomate sem sementes. Essa é a base do molho indiano.

Daal

Este tempero é então adicionado sobre dals (lentilhas) e raitas (prato típico). Esse é o gostinho extra que faz a comida indiana tão popular em todo o mundo!

Gente ultimamente estou com pouco tempo, mas assim que puder postarei algumas receitas indianas!! Serão coisas simples e fáceis de preparar!! Espero que gostem!!


Observações:

Não tenho conhecimentos sobre medicina ayurvédica.
Tomei a liberdade de escrever sobre o uso de especiarias da India no âmbito medicinal apenas em caráter informativo. Portanto não faça automedicação.
Consulte sempre um médico.

Beijos!!




Nenhum comentário:

Postar um comentário