Café com Chai

Observações de uma brasileira sobre a cultura indiana.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Relacionamentos - Dicas - Conflitos em geral


Eu já queria falar sobre isso, mas fui adiando, até que agora que estou em casa, novamente tentando me distrair, e achei um bom momento de inspiração para tocar nesse assunto. Já vou avisando, o texto é longo.

É claro que não posso generalizar, pois não tenho competência pra isso, apenas me baseio nas histórias que já li  em outros blogs, relatos de garotas casadas com indianos ou que namoram um e principalmente me baseio na cultura indiana e no meu relacionamento. Eu quero deixar claro que cada parte da India tem um modo de vida, muitas coisas mudam de região para região, então o que eu disser aqui pode ou não coincidir com coisas que você viveu ou vive.

Nesse texto eu vou abordar características da cultura punjabi - sikh. Um punjab é cabeça dura. Imagine uma região que sofreu invasões foi dominada pela Persia (Irã) por muitos anos. Se até hoje nós temos nossas raízes de Portugal, é de se esperar que eles também tenham suas raízes e costumes persas. Por isso muitos dizem de forma equívoca que sikhismo carrega alguns traços do islamismo. Mas como já disse em outro post, são religiões distintas. O que fundiu foi cultura e não a religião.




Se o seu marido ou namorado não é assim do jeito que eu vou falar aqui, pois é querida, você foi a contemplada! ele faz parte da minoria!

Quero falar daqueles cheios de tradição e costumes, e não daqueles "ocidentalizados" que nasceram e viveram fora da India e já se acostumaram com o costume ocidental,  com shortinhos e mini saias.

É aquela história, enquanto é namorada ou uma paquera eles não interferem muito nas nossas vontades. Mas depois que casa, para muitas garotas a história muda.

Eu já vi algumas indianas mais modernas que são de  Delhi e Mumbai e usam roupas como usamos aqui, jeans e regatinhas, saias, vestidos, tem tatuagem, etc... mas fora desses lugares os indianos são na maioria conservadores.

Muitos parecem ser "moderninhos" ou "mente aberta" na internet mas  a realidade quase sempre é outra. Quando o seu Raj se deparar com a idéia de que agora ele tem uma esposa, ele não vai querer nenhum "zóião" fique em cima de você. Ele vai tentar mostrar para os outros: "a minha esposa é firangi mas segue a minha cultura, ou ainda: "veja a minha esposa é firangi mas é tão inocente quanto uma esposa indiana."

Não se iluda antes de conhecê-lo muito bem, mesmo se já morou em Londres, Austrália, ou qualquer outro lugar da face da Terra. Evite aquele lance de intimidade, ficar e namorar. Muitos nem sabem como tudo isso funciona...ou já sabem muito bem e não levam isso a sério.  Mesmo se voce não liga pra esse formalismo, mas para a cultura punjab os casais só tem tem intimidades após o casamento.  Se ele respeitar você e também a religião dele, é natural que intimidades com um punjab sikh só ocorram depois de casar. Não caia no risco de ser só uma aventura. Um sikh de verdade não tem contatos físicos com as mulheres.

Converse sobre muitas coisas antes, e procure sanar todas as suas dúvidas antes do casamento.
Às vezes alguns assuntos ficam pendentes e se ele descobre ou entra em conflito no momento que te conhece pessoalmente pode ser um problema e desfazer o relacionamento na hora sem dó nem piedade (e isso parece que eles sabem fazer muito bem). Procure esclarecer tudo antes da sua viagem ou antes de recebê-lo aqui.

Vamos falar de ciuminho ou "ciumão"?? Alguns já demonstram logo no começo. Reclamam pela internet que não gostam que você faça isso ou aquilo, então imagine..se ele é assim hoje, imagine depois?..você seria capaz de passar por isso a vida inteira? Cuidado com o ciúme doentio. Algumas meninas gostam disso, acham que é sinal de que eles tem domínio, tem poder da situação, coisa de macho, coisa de homem oriental, asiático...mas cuidado.

Enquanto outros não demonstram muito o ciúme nas redes sociais, não quer dizer que são seguros e cheios de si.. Isso cria uma falsa impressão para aquelas que se apaixonaram exatamente por achar ele um rapaz tão doce que nem briga por ciúme. Mas depois que casa o ciúme e proteção exagerados que eles tem pode sufocar, pegar de surpresa. O motivo é que eles se sentem donos da mulher, sim isso é arcaico, mas é assim que muitos pensam e claro, nenhuma mulher é obrigada a aceitar isso. Mas fica a dica.

E quando o assunto é roupa?? Hoje é uma blusinha, amanha é a calça, depois o vestidinho que voce adora..e por aí vai. Alguns tem conflito por isso, e pelos próprios indianos, os punjabs são vistos como  conservadores. As moças estão sempre cobertas. Nada de decotes, shorts ou saias curtas, vestidinhos. 
No máximo uma blusinha de manguinha. A maioria usa salwar kameez (punjab suit). Eles dizem que é para o corpo não chamar mais atenção do que o intelecto. Para um rapaz se casar com uma moça pelo que ela é, e não pelo corpo que tem.

Saiba que para eles é um orgulho ajudar a esposa a escolher o que vestir ou palpitar se a roupa está  ok ou não, mas pra muitas de nós brasileiras isso pode ser uma ruga a mais de preocupação.

Muitas garotas até gostam entendem como proteção, como cuidado. Até hoje não sei ao certo definir. A maioria não gosta de ser controlada o tempo todo. Já as indianas suportam tudo isso com muita facilidade pois elas são controladas a vida inteira  pelos pais e pela sociedade.

Geralmente o indiano não sabe o que é privacidade, porque ele se sente íntimo o suficiente, afinal ele é seu marido, e na cabecinha deles entre marido e esposa não existe aquela coisa de "isso é meu" e "isso é seu". Para eles tudo é do casal.

Lembre-se de que muitos não tiveram contato com outras mulheres e o convívio com mãe, irmã ou primas é muito reservado, entre eles não existe a liberdade de conversar e perguntar o que bem entender. Então essas manias e "chiliques" de mulher quando não gostamos que mexam nas nossas coisas é algo muitas vezes desconhecido e ignorado por eles.

Voce tem amigos homens e eles te cumprimentam com beijinhos??  Talvez não mais beijinhos, abraços e afins. Claro, voce pode fazer ele aceitar dia após dia. Mas saiba que os indianos odeiam que outros homens toquem suas esposas. Eles O-D-E-I-A-M. (Guarde bem essa palavra). Até aperto de mãos em determinadas regiões da India (Rajastão e Punjab, por exemplo) ainda é complicado e não é porque voce está no Brasil que vai ser diferente. No meu caso, eu não tenho problemas com aperto de mãos..mas fui "aconselhada" a não permitir mais os cumprimentos com beijinhos no rosto. Mesmo aqui no Brasil, os indianos que conhecemos nunca tocam em mim ao me cumprimentar. Eles usam o namaste ou sat sri akaal ..isso já é da cultura deles. No começo a gente pode estranhar essa distância nos cumprimentos, mas depois acostuma.

Bebidas alcoólicas? Comece a se acostumar com sucos naturais, groselha, tang, refrigerantes...mas se voce que gosta mesmo é de uma cervejinha, vinho, tequila, caipiroska e cia melhor se acostumar com a idéia de diminuir, parar de vez ou ter que beber com olhares te incriminando. Pelo que já li por aí 98% das indianas no Punjab não ingerem bebidas alcoólicas. Não sabem nem o que é uma cervejinha, champanhe e coisas do tipo. Deixe isso claro para o seu amor que voce é fã de uma bem gelada e se ele  aceitar..ótimo! Claro, não vai dar uma de doida e assustar o cara. Essas coisas deixe pra falar no calor das oportunidades. As vezes eles entendem e levam tudo numa boa por que sabem que  as estrangeiras tem esse costume mais liberal, por isso alguns não têm problema.. mas uma coisa eu te falo...se voce beber na frente dos amigos dele, pode ser fácil ver ele morrer de vergonha pois a maioria dos punjabis não enxergam com bons olhos uma mulher que ingere álcool. Procure saber a opinião dele, e se ele não se importa ok, do contrário te aconselho a pensar sobre isso.  No meu caso, eu bebo uma cerveja ou um chopp de vez em quando no verão, ou um champanhe em datas festivas, mas ele sempre diz pra nao beber quando estivermos na India.

Cigarro? Do mesmo jeito que muitos detestam mulher que bebe álcool eles detestam mulheres que fumam.  Até hoje eu não vi nenhuma indiana com cigarro nas mãos. Então, tenha certeza se o seu amor não vai se importar com cigarro,  do contrário passe longe disso.

Seu amor é vegetariano?  Ele teria problema em te ver comer carne de vaca, carne de porco? Os indianos em geral não comem carne de porco e nesse caso não importa a religião.. Se voce gosta de uma feijoada, torresmo, pizza de calabresa, hamburguer com bacon..humm (que delícia) melhor saber se o bofe fica de boa ou não.

 Imagine se você e sua  família toda gosta de uma buchada, um salaminho, hot dog (já pensou quanta coisa?) e o cara é vegetariano? Fica complicado. É bom dar um jeitinho de saber disso antes.

Você está pensando em se tornar sikh? Conheça muito sobre a religião e os costumes.Uma mulher puramente sikh cobre os cabelos, não deve ter vícios (não bebe e não fuma), não come nenhum tipo de carne. Mas isso é o máximo de um sikh. Até entre elas é difícil ser assim, não é uma mudança impossível mas acho que se for aos poucos é melhor. Da mesma forma aqui no Brasil, por exemplo,  poucos conseguem se tornar evangélicos da noite para o dia e deixar de usar roupas curtas, maquiagens e brincos..a mudança é aos poucos.

Masss...toda regra tem exceção. Vejo casais super liberais que saem pra beber, dançar, a mulher usa a roupa que quer e tá tudo na paz até mesmo vivendo na India. Mas estou falando dos indianos que são do "interior" dos sikhs que nunca viajaram para o exterior, principalmente aqueles que são de vilarejos  isso que falei é babado!

Muito disso sabe por que?? Eles dão muito valor para a reputação, opinião alheia, mexericos dos vizinhos,  então é óbvio que ele quer mostrar que a esposa dele é a melhor do mundo.

Eles cresceram numa sociedade onde as mulheres ainda são submissas (não adianta eu querer cobrir o sol com a peneira) então eles tem a visão da mulher do mesmo jeito que eles viram as irmãs, primas e vizinhas serem criadas. Eles sempre viram a mulher como um ser frágil que precisa de proteção,  idealizam a mulher meiga, delicada, de família, que não fuma, não bebe, virgem, não sai de casa, que até então sempre viveu na casa dos pais e só saiu de lá para ir para a casa do marido. Então se voce for uma rebelde sem causa deixe bem claro antes os seus gostos.

O indiano gosta de ser paparicado. Todo mundo gosta de se sentir amado, e com eles não é diferente. Ele vai esperar muito de você. Gosta de comidinha pronta..para eles é obrigação da mulher cuidar da cozinha. Nem que seja um pão com manteiga mas eles esperam que seja feito por voce.

Isso tem sinônimo de cuidado, carinho.  Eles se tornam dependentes da esposa para isso...  Ele espera que voce faça pois aprendeu que ele trabalha e você cuida da casa.

 Indiano na cozinha? sim claro, eles também gostam de ajudar nos afazeres e fazer uns mimos para a esposa, uma comidinha indiana para ela e também para os amigos.... vai depender do humor dele!


 Então se voce gosta de cozinhar..já ganhou o bofe. Mas se voce nao gosta de cozinhar sinto muito minha amiga....para um homem que passou a vida vendo as mulheres da casa cozinhando vai ser muito difícil para ele se acostumar com a idéia de ter que fazer macarrão miojo todos os dias.

 Não precisa fazer um banquete ou entrar num curso de culinária indiana...pode ter certeza que um arroz com feijão é tudo! Essa é aquela dica infalível das nossas avós que diziam: " O homem se conquista pelo estômago!" é incrível mas uma comidinha mais caprichada muda até o humor!!


 Eu sempre digo que as pessoas não mudam. Ninguém tem o poder de mudar ninguém. Só Deus faz alguém mudar e para Deus. Porém cedi em certas coisas que antes eu não cedia e me colocando no lugar dele vi que ele não deixava de estar certo por isso tive que mudar alguns hábitos, como roupas (não deixei de usar blusas de alcinha e regatinhas mas hoje uso com menos frequência), bebidas (só tomo uma cerveja de vez em quando, esporadicamente) e cortei carne de porco de vez. Mas no começo eu também já tive conflito com isso..pensava: será que estou perdendo a minha identidade?? Toda mudança deve ser lenta e de coração. Mudanças drásticas só pra agradar alguém não dão certo.

Não adianta falar "ahh mas ele vai ter que me aceitar assim". Mas  pra alcançar algumas coisas é preciso conciliar, conversar, analisar e também ceder.

Aos olhos de muita gente pode parecer machismo. Sim e se você quer embarcar nessa, saiba que a cultura oriental/asiática deixa bem claro as obrigações do homem e da mulher.  Mas também não consigo imaginar o inverso. Não consigo imaginar meu marido usando meus perfumes e eu usando os perfumes dele, entende o que eu quero dizer? Não dá! Cada um tem o seu papel.

Confesso que idealizo o homem no seu papel com divisão de tarefas, no seu papel de homem, aquele que protege e cuida da família...não adianta só falar coisas bonitas, tem que ter atitude, tem que trabalhar e ter dignidade, ser gentil..e isso eles sabem ser! Carregar sacolas, peso? Nem pensar!! Pagar a conta e cuidar da família é especialidade deles.



 Homem tem que ser aquele que se preocupa em satisfazer a esposa em todos os sentidos da mesma forma que nós mulheres também nos preocupamos com o bem estar do marido.

Casamento é isso,"sociedade conjugal". Se não tiver ordem no barraco o negócio desanda. Uma casa tem que ter divisão de tarefas, deveres e obrigações também. Tem que ter ordem.

Se você quiser comparar com a cultura ocidental, pode achar que o machismo também está presente, pois a mulher sai cedo para trabalhar e quando volta ainda tem que cuidar dos filhos, casa e marido, o que muitas vezes desgasta o casamento, os dois estão cansados, estressados e só sobram cobranças dos dois lados.




Onde está o verdadeiro machismo? Acredito que em primeiro lugar está naquele que começa a tirar da mulher o direito de estar mais tempo com filhos, educando, participando das atividades deles, da amamentação, da infância do pequenos. Vejo muitas mulheres reclamarem de terem sido "mães ausentes" e se culpam por isso.  É comum inferiorizar a dona de casa, mãe de família, como se fosse uma vergonha ser "do lar". Aqui no Brasil é comum ouvir "você é louca! vai fazer o que da vida? Vai virar dona de casa??"

A mulher tem direito de ser do lar sim, assim como tem direito a trabalhar fora, mas sem se anular como mãe e como esposa e sem deixar de cuidar do seu intelecto.  Admiro a valorização da mulher na sociedade, como mãe, como executiva ou como dona de casa. A escolha deve ser dela. E seu marido deve ajudar na sua opção.




Voltando ao foco, por mais moderno que seja o homem, ele sempre vai esperar algumas responsabilidades da esposa assim como nós também esperamos responsabilidades de nossos maridos.

O homem quando casa quer e espera ser tratado como um Marajá, mas com certeza ele fará tudo o que estiver ao seu alcançe para tratar a esposa como uma Maharani (rainha).

O mais importante: seja você mesma sempre. Nunca esconda coisas relevantes.  Saiba impor suas vontades quando necessário mas também saiba ser flexível. Nós mulheres não precisamos bater o pé sempre para conseguir tudo. Temos o nosso jeitinho também! O equilíbrio é fundamental. Às vezes o que ele implica hoje, amanhã não implicará mais.

Só diga que seu amor é "mente aberta" se ele não se importa com nenhuma dessas coisas que citei acima. Não caia na besteira de pensar que ele é moderninho e depois ver que a realidade é outra. É preciso estar preparada para enfrentar de tudo num relacionamento entre culturas diferentes, conhecer o chão que você pisa e com isso diminuir os problemas de adaptação.

São tantos detalhes que parecem bobos, inúteis, mas é no dia-a-dia que sentimos a importância deles!

E o mais importante na minha opinião: Metade da laranja não existe. Pare de procurar metade da laranja, da maçã, do abacaxi.. Todos nós nascemos inteiros.Ninguém completa ninguém. O seu amor deve te fazer feliz e não entrar na sua vida para "completar" você. Uma pessoa deve entrar na sua vida para "aumentar" o que já é bom: o seu amor, a sua família, os seus sonhos, os seus objetivos, os seus desejos.

 Não espere de alguém aquilo que você não pode dar a si mesma.  Quanto mais criamos expectativas, mais nos decepcionamos. É aquela história, quanto mais alto o sonho, maior a queda. Procure enxergar a realidade e os defeitos dele também. O psicológico da gente é tudo.

Por que os casamentos arranjados no Brasil antigamente davam certo? Porque as pessoas não criavam expectativas em relação ao parceiro. Casavam porque tinham que casar. Então ao longo do tempo cada atitude inesperada, cada gesto de carinho, e cada qualidade, chamava a atenção do parceiro. ( Lembrei da história da Bela e a Fera, pois no fundo a fera nem era tão ruim assim rs!) Sabe as mensagens subliminares dos desenhos que a gente assistia na infância?? Antes as princesas conheciam os sapos, se apaixonavam por eles como sapos e eles viravam príncipes. Ou seja, se nos apaixonamos sem criar expectativas, apenas pelo que a pessoa é..a surpresa é mais agradável. Mas hoje, as princesas conhecem os príncipes, se apaixonam pelos príncipes e depois do casamento eles viram sapos.
Porque hoje em dia nós criamos uma imagem da pessoa, a paixão nos cega, imaginamos o par ideal, como deve ser, como deve se vestir, se tem barriga de chopp..se não tem.....e quando não corresponde às nossas expectativas, vem a frustração.

Procure conhecer a cultura dele. Muitos não são nada do que eu falei aqui. Outros podem ser tudo e  um pouco mais. Informação nunca é demais. Quando uma pessoa está preparada para lidar com o que vier pela frente ela consegue enxergar tudo por um outro ângulo e resolver o problema de uma forma mais simples!



Beijoss!

13 comentários:

  1. Casamento não é fácil, tem que ter muito jogo de cintura, com estrangeiro, então, nem se fala!

    ResponderExcluir
  2. Texto perfeito! Muito obrigada amiga, vc como sempre nos ajudando a entender melhor a cultura punjabi e a mente dos Sikhs. Enviei um email para vc. Bjus! Paloma

    ResponderExcluir
  3. Amiga voce tem facebook?
    Posso publicar esse texto na minha pagina e é claro que vou deixar o link do blog para as pessoas vir ver o resto do texto. Posso ? Salam amore

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro ,amiga pode sim!!

      Eu não tenho facebook só o blog é Instagram mesmo, mas fique a vontade para compartilhar!

      Salam amore

      Excluir
  4. Preciso de conselhos sobre um Sikh.
    Antes ele era um amor de pessoa, então ele mudou, só queria saber sobre sexo e sexo e eu conheci ele em um momento delicado de minha relação, quase um fim do meu relacionamento atual e por isso me apeguei a ele.
    De uns tempos, eu comecei a pressionar ele em relação a namoro e ele dizia que me ama sim, que um dia viria, mas por enquanto não podia fazer nada, afinal ainda está se formando. Então as vezes brigávamos e fomos parando de conversar até que chegou um ponto onde houve muitos xingamentos pesados, tantos meus quanto dele, eram coisas bem horríveis, ele me chamava de puta e eu retrucava e aí passamos quase 1 mês sem conversar e ele sempre volta e pede perdão e fala que me ama, mas não demora 1 dia e ele já volta falando sobre o que eu tô vestindo por baixo da roupa e eu cortei definitivamente todo tipo de assunto relacionado a sexo e ele sempre corta nossos assuntos, por exemplo, ele nunca fala muito sobre ele e sobre a vida dele, e quando eu pergunto, ele me dá uma resposta rasa e depois me corta com "OK ou YES DEAR" Hoje eu disse que eu não quero mais amá-lo e ele excluiu meu ctt pela milésima vez e eu deixei uma mensagem pra ela que dizia assim "Você é uma vergonha de homem, um lixo de pessoa. Eu espero que você passe o resto da sua vida sozinho, pois gente igual a você merece morrer só. Você é uma vergonha para os Singh, você é um lixo, um falso Sikh... Peguei pesado demais? Por toda raiva e sofrimento, que ele me fez passar. :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá você fez muito muito certo. Esse homem esta sendo desrespeitoso com você. Ele é o tipo de ser que trata as mulheres como objetos e você fez certo de não permitir isso.
      Continue assim, você tem princípios. Nao acredite em palavras
      Bonitas ou em pessoas que infelizmente se escondem atrás da religião. Ele não tem caráter. Ele usa turbante? Se ele usa e faz isso com você, corra desse homem. Se ele não usa turbante na Índia e se diz sikh então ele não segue todos os princípios da religião dele.
      De qualquer forma, ele não é o tipo de homem que mulher nenhuma merece. Você tem valor, você agiu certo. Não deixe que ninguém tire sua dignidade.
      Beijos

      Excluir
    2. Você não pegou pesado não. Se ele fizer isso com uma mulher na Índia , a família dela vai atrás dele. O que você fez a ele é pouco perto do que fariam com ele na Índia.

      Excluir
    3. Sim, ele usa todos os dias e nunca tira o turbante, mas ele já tirou o turbante pra mim algumas vezes. Uma vez ele perguntou se eu queria ver em foto e eu disse que não e mesmo assim ele enviou a foto, outra vez nós estavamos no imo e estava sem o turbante, mas na rua e com amigos e familia ele nunca retira o turbante. No inicio ele conseguiu me achar em todas as redes sociais, mesmo eu não passando pra ele... Ele procurou pelo o meu nome no facebook até me encontrar, todos os dias pede de fotos, vive voltando e pedindo desculpas.
      Várias vezes ele ligou pra mim com os amigos dele no quarto e pedia pra me olhar pelo o imo. Nossa foi uma barra muito dificil, ainda lembro da primeira vez que eu o vi, o sorriso dele super lindo. As minhas amigas acham que ele sempre volta porque gosta de mim, mas eu não tenho certeza, não sei o motivo das voltas dele, só sei que magoam muito. Uma vez eu coloquei uma foto com um bindi e ele pirou, queria saber onde o rapaz morava, a cidade, o nome dele e até pediu uma foto, extremamente louco em relação a isso. :(

      Excluir
    4. Complicado. Porque o turbante representa um sikh que segue os princípios. A gente sabe que muitas pessoas se escondem por trás da religião. Na frente dos outros ele é um rapaz direito mas quando ninguém está olhando ele age dessa forma com você.
      Cabe a você enxergar os sinais que ele te dá e colocar um fim nisso ou continuar.
      Beijos!

      Excluir
    5. Estou super confusa e sem saber como agir.
      Obrigado pelos conselhos. Beijos <3

      Excluir
  5. Gratidão por compartilhar estas informaçoes. Amei texto

    ResponderExcluir